PUBLICIDADE
Notícias

Professores do município fazem assembleia para discutir greve

Em greve desde o dia 12 de fevereiro, a categoria deve fazer um novo protesto, na manhã desta sexta-feira, 19, em frente ao Paço

10:31 | 18/02/2016

Cerca de 2 mil professores do município participam de assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, 18, na praça José Bonifácio, entre as ruas Antônio Pompeu e Floriano Peixoto. A estimativa é do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Fortaleza (Sindiute).

Em greve desde o dia 12 de fevereiro, a categoria deve fazer um novo protesto, na manhã desta sexta-feira, 19, em frente ao Paço. Os professores pedem reajuste salarial de 11,36% e rejeitaram a proposta da Prefeitura de pagamento parcelado.

%2b Confira a galeria de fotos

Com o reajuste, o salário inicial dos professores (com lotação de 20 horas semanais) passaria de R$ 1.412 para aproximadamente R$ 1.572, 40.

[SAIBAMAIS 2] Outro ponto de reivindicação da categoria é a destinação da verba oriunda do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef, atual Fundeb).

Segundo o Sindiute, a Prefeitura recebeu R$ 289 milhões do recurso no último mês de novembro e60% desse valor deveria ser repassado para o reajuste dos professores, enquanto os outros 40% restantes para melhorias de infraestrutura das escolas da rede pública.

Secretaria Municipal da Educação (SME) se manifestou sobre a continuidade da greve dizendo que “permanece aberta ao diálogo e à negociação com o sindicato que representa os professores de Fortaleza”.

Redação O POVO Online
TAGS