PUBLICIDADE
Notícias

Ponte em obra do viaduto na Raul Barbosa desaba e deixa dois mortos

Bombeiros suspendem trabalho de buscas por risco de novo desabamento. Causa do acidente pode ter sido no projeto de escoramento da obra

18:47 | 22/02/2016
NULL
NULL

Atualizada às 21h18min

>> Veja galeria de fotos do acidente

A ponte em obra do viaduto na avenida Raul Barbosa, em Fortaleza, desabou no início da noite desta segunda-feira, 22, e deixou dois mortos. De acordo com o coordenador operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Viana, além dos operários mortos, um trabalhador segue desaparecido e dois foram resgatados e encaminhados ao Instituto Dr. José Frota (IJF).

O Fiscal do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral (Sintepav-CE), Arquimedes Fortes, deu uma informação diferente do coronel Carlos Viana sobre vítimas socorridas. Ele afirmou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorreu cinco feridos.

[SAIBAMAIS3] 

O Instituto Dr. José Frota (IJF) confirmou que três vítimas estão em atendimento na unidade, todos conscientes, e vão passar por exames e seguir em observação. Os nomes das vítimas não foram divulgados, pois as famílias ainda não haviam sido contactadas. 

[VIDEO1] 

Cinco viaturas operacionais do Corpo de Bombeiros trabalham no local. Por enquanto, as buscas estão cessadas por risco de novo desabamento. Já está no local o guindaste telescópico que será usado para içar os escombros do desabamento. Equipes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) também estão na região para orientar motoristas, controlar o trânsito e dar acesso as ambulâncias.

O secretário municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, está no local. Conforme a Seinf, o desabamento ocorreu no momento da concretagem. Segundo o engenheiro civil presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea), Victor Frota Pinto, pode ter ocorrido uma falha no projeto de escoramento. Uma comissão de engenheiros irá ao local nesta terça-feira, 23, para fazer uma vistoria.
[FOTO2]
"O Crea não fiscaliza a obra propriamente dita, o nosso trabalho é acompanhar se tem profissional habilitado à frente do serviço. Amanhã iremos nomear uma comissão com cinco engenheiros para fazer o levantamento das causas do desabamento. É lamentável um acidente dessa natureza em obra com estrutura grande como esta. É uma situação anormal que não deve acontecer.  Com o laudo, o Crea poderá ajudar nas investigações para que as devidas providências sejam tomadas", comentou Victor.
[VIDEO2]

A construtora Ferreira Guedes venceu a licitação para a construção da obra, mas contratou a SH Engenharia, responsável pela fiscalização e execução da concretagem. Já a Rebar Service é a empresa com vínculo aos operários em serviço na obra.

Em nota, o Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Ceará (Sinconpe/CE) lamentou o ocorrido e disse se solidarizar com as famílias dos trabalhadores vitimados. "A entidade também esclarece que as empresas do setor cumprem rigorosas leis inerentes à saúde e segurança no trabalho, que garantem a integridade física dos operários. Portanto, acompanhará o desenrolar do processo investigativo sobre o acidente", relatou o Sinconpe.
[VIDEO3]
O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, visitou as obras no último sábado, 20. Segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), a previsão para entrega do equipamento era para o segundo semestre de 2016 e não como foi informado anteriormente.

Obra
A obra de construção de dois viadutos por cima de uma rotatória no cruzamento das avenidas Murilo Borges e Raul Barbosa e a duplicação da Ponte do Lagamar foi dividida em três etapas. O orçamento total é de R$ 30,9 milhões.

Redação O POVO Online
TAGS