PUBLICIDADE
Notícias

Polícia cearense frustra tentativa de assalto a banco no Piauí

O grupo se preparava para assaltar agências do Banco do Brasil nas cidades de Esperantina e Cocal. Na casa onde estavam foram apreendidas armas e explosivos

13:51 | 03/02/2016
NULL
NULL
Operação conjunta realizada entre a Polícia Civil do Ceará e do Piauí frustrou uma tentativa de assalto a banco naquele Estado, na última terça-feira, na cidade de Esperantina. Na ocasião, quatro suspeitos foram presos em flagrante. Eles faziam parte de uma quadrilha que foi capturada na quinta-feira passada, 28, em Fortaleza. Cinco homens também se preparavam para realizar um assalto quando foram presos. O roubo, desta vez, seria realizado em um armazém, na Vila Manuel Sátiro.

Em Esperantina, foram presos: Eudismar Abreu Santos, 32, conhecido como “Professor” - natural de Teresina (PI), ele responde por tráfico de drogas, roubo, associação criminosa e porte ilegal de arma; Jessé Lima da Silva Marinho, 31, o “Véi” - nascido em Aracoiaba (CE), com passagem por porte de arma, associação criminosa e roubo, incluindo assaltos a banco; Bruno Pereira da Costa, 19, o “Pé” - natural de Fortaleza, responde por homicídio, dano ao patrimônio, associação criminosa e roubo, também a bancos; e João da Costa Júnior, 28, o “Júnior da Ladainha” – natural de Esperantina e com passagem por tráfico de drogas, associação criminosa, roubo e porte ilegal de arma.

De acordo com o delegado Raphael Vilarinho, titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), o grupo se preparava para assaltar agências do Banco do Brasil nas cidades de Esperantina e Cocal. Na casa onde estavam foram apreendidas duas pistolas, um revólver, uma escopeta, uma balança de precisão, celulares, além de aproximadamente 5 kg de explosivos. “Eles estavam esperando das agências serem abastecidas para fazer o ataque”, detalhou o delegado. O grupo foi autuado por associação criminosa, porte ilegal de arma e de material explosivo.

Já na quinta-feira, em Fortaleza, foram capturados: Paulo Mércio Rabelo de Medeiros Júnior, 24, que responde por dois roubos e corrupção de menores; Luis Carlos Elias de Lima, 25, com passagem por furto, corrupção de menores, desacato, lesão corporal e homicídio; Leandro da Silva de Freitas, 27, que também responde por dois roubos; Francisco Antônio da Silva Neto, 32, sem antecedentes; e José Eduardo Silva de Freitas, 34, também sem antecedentes criminais. Todos nasceram no Ceará.
TAGS