PUBLICIDADE
Notícias

Dez estúdios de tatuagens e piercings são autuados em Fortaleza

A ação foi realizada nos dias 17, 18 e 19 deste mês nos estabelecimentos da Capital

00:11 | 20/02/2016
NULL
NULL

Problemas relacionados à limpeza, desinfecção e esterilização dos equipamentos, tintas sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ausência de papel toalha na pia de higienização das mãos, foram os motivos que fizeram o Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) autuar dez estúdios de tatuagens, piercings e congêneres de Fortaleza.

De acordo com a promotora de justiça Ann Celly Sampaio, secretária-executiva do Decon, a iniciativa da fiscalização está ligada ao crescente número de instalações de novas clínicas sem condições de higiene. A ação integrada com a Célula de Vigilância Sanitária (Cevisa) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da Prefeitura de Fortaleza foi realizada nos dias 17, 18 e 19 deste mês em estabelecimentos da Capital.

Os estúdios autuados estão localizados nos bairros, Aldeota, Bom Jardim, Conjunto Esperança, Granja Portugal, Joaquim Távora, João XXIII, Meireles e São Gerardo.

Mais problemas

Foram constatados também problemas relacionados à estrutura física dos locais: alguns não possuíam manutenção de extintores de incêndio e os documentos para o exercício da atividade comercial como alvará de funcionamento, registro, certificado do Corpo de Bombeiros Militar do Governo do Estado do Ceará, comprovante trimestral de dedetização, registro de manutenção dos equipamentos e comprovante de vacinação dos funcionários.

Denúncias

Para fazer denúncias, você pode utilizar o site do Decon, fazer a denúncia pessoalmente na sua sede, rua Barão de Aratanha, no bairro Centro ou ligar para o telefone 3452-4505. Confira o manual de referência técnica para o funcionamento dos serviços de tatuagem e piercing elaborado pela Anvisa.

                                                                                        Redação O POVO Online

TAGS