PUBLICIDADE
Notícias

Aproximadamente 3.400 crianças trabalham no Ceará, diz MPT

Dados foram coletados em escolas da rede pública de 19 municípios cearenses. MPT deve fazer trabalho de acompanhamento social

17:20 | 10/02/2016
O Ministério Público do Trabalho (MPT) intensifica ações de combate ao trabalho infantil no Ceará. De acordo com pesquisa realizada nas escolas da rede pública, quase 3.400 crianças trabalham quando não estão em sala de aula. A iniciativa é do Governo do Estado com as secretarias da Educação dos municípios e o MPT.
 
Em entrevista ao programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO/CBN, o promotor de justiça Antonio de Oliveira Lima afirmou que a situação atrapalha o rendimento escolar das crianças. Os dados foram coletados em turmas de ensino fundamental de escolas públicas em 19 municípios cearenses.
 
"O que temos observado é que a medida que a criança vai crescendo, vai aumentando a participação delas no trabalho e reduzindo a participação nas escolas", afirmou. O promotor declarou ainda que os dados apontam uma relação de evasão escolar três vezes maior entre meninos e meninas que trabalham e estudam comparado com meninos que apenas estudam.

Ainda segundo o promotor, a diminuição do rendimento também influencia na evasão dos alunos. "Quando a criança não aprende na idade certa o conteúdo, nos anos seguintes ela vai ter maior dificuldade".
 
Depois do diagnóstico, o MPT deve fazer um trabalho de acompanhamento social junto às famílias. Dentre as ações, o Programa de Educação contra Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (Peteca) deve verificar se as crianças estão participando de programas sociais em escolas públicas, como o Mais Educação.

 
Redação O POVO Online
TAGS