PUBLICIDADE
Notícias

Após retirada de parte da ponte, trânsito na avenida Raul Barbosa é liberado

O uso de guindastes impediam o trânsito no local. Os serviços de remoção continuam para retirar partes menores, devendo ser concluídos nesta segunda-feira, 29

20:50 | 28/02/2016
Após concluir parte da remoção da estrutura da ponte que ruiu na avenida Raul Barbosa, o trânsito na via foi liberada na noite deste domingo, 28. Os serviços foram iniciado no último sábado, 27, e contavam com três veículos com guindastes para içar o material que desabou na semana passada, matando dois operários e ferindo outros sete. O trânsito na avenida Rogaciano Leite, que também havia sido bloqueado durante a remoção, também foi normalizado.

Os serviços de remoção ainda continuam para a retirada de partes menores, o que deve ser concluído nesta segunda-feira, 29. Em nota, a Seinf informou que a remoção da estrutura “respeitou o período solicitado pelos órgãos que estão trabalhando em perícias sobre as causas do acidente”, entre eles o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE) e Polícia Civil do Estado do Ceará.

A secretaria afirmou ainda que a remoção do material foi motivada pelo desembargo da obra da ponte sobre o Canal do Lagamar por decisão do Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará (SRTE-CE).

Outras obras
A Seinf não disse se as obras na ponte serão retomadas imediatamente à retirada do material, mas informou que as outras frentes de serviço, que preevem dois viadutos e uma rotatória na avenida Raul Barbosa, voltaram a operar já na última sexta-feira, 26. “Os trabalhos naquele trecho haviam sido suspensos até que fossem verificadas todas as condições de segurança”, disse órgão.

De acordo com a Seinf, nessa fase, as equipes trabalham na implantação dos pilares de sustentação do segundo viaduto e na construção dos tabuleiros - base por onde os veículos irão trafegar - além das alças, ligações das vias convergentes com a rotatória, que também estão sendo construídas. 

Uma das alças já está concluída e em pleno funcionamento, permitindo o acesso dos veículos que trafegam no sentido aeroporto com destino à avenida Murilo Borges. As fundações e os pilares do primeiro viaduto já foram concluídos, segundo o órgão.

Embargo
O acidente aconteceu na última segunda-feira, 22. Um dia depois os serviços na ponte foram embargados pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Ceará (SRTE-CE).

O impedimento, no entanto, foi cancelado na sexta-feira, 26, após a construtora Ferreira Guedes, responsável pela obra, apresentar Projeto de Estabilização e Remoção da área.

A decisão surpreendeu Arquimedes Fortes, chefe de fiscalização do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral no Estado do Ceará (Sintepav-CE). "Nós estamos perplexos com a celeridade com a qual esse desembargo aconteceu”, disse ontem ao O POVO.

Segundo ele, o sindicato enviou dois ofícios para que tanto o trecho da ponte que desabou como todas as obras do local fossem embargadas.
 
Redação O POVO Online 
TAGS