PUBLICIDADE
Notícias

Alimentos de primeira necessidade variam de preços em até 375%

Comparada à pesquisa anterior, 31 itens aumentaram de preço, 15 produtos reduziram e apenas um não sofreu alteração

13:14 | 29/02/2016
NULL
NULL
Em levantamento realizado em 10 supermercados da Capital, o Procon Fortaleza identificou variação de preços de 47 alimentos em até 375%. A alta foi registrada no quilo do tomate - de R$ 1,89 a R$ 8,98. As frutas e hortaliças oscilam acima de 100% nos estabelecimentos verificados. O levantamento foi realizado nos dias 22 e 23 deste mês de fevereiro.

Outra grande diferença constatada na pesquisa foi a batata, indo de R$ 2,69 a R$ 8,34 - 210,04% de diferença. O quilo do carioquinha (pão francês) é encontrado de R$ 8,29 a R$ 10,99. O pacote de café em pó (da mesma marca), de 250g, vai de R$ 3,99 a R$ 4,78 - diferença de 19,80%.
 
Além de alimentos de primeira necessidade, produtos de limpeza doméstica, cuidados infantis e artigos de higiene pessoal também constam na pesquisa. O desodorante masculino rollon, de 50ml, pode custar o dobro do preço - de R$ 5,98 a R$ 9,89. O fio dental vai de R$ 5,20 a R$ 6,59, uma diferença de 26,73%. 
 
Comparada à pesquisa anterior, 31 itens aumentaram de preço, 15 produtos reduziram e apenas um não sofreu alteração. A pesquisa completa pode ser encontrada no site do Procon.
 
[SAIBAMAIS3]A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, lembra a importância de exigir os direitos de consumidor, como o troco de centavos que deve ser pago aos clientes, e não bombons, balas ou doces no lugar das moedas. "Caso o estabelecimento não possua troco de centavos, o valor do produto deve sempre ser arredondado para baixo, até fornecedor o troco devido".
 
O Procon orienta ao consumidor pesquisar e buscar os locais mais baratos, exigindo o cumprimento da oferta anunciada em encartes publicitários. Se houver divergência no preço do produto exposto na prateleira com o valor apresentado no caixa, o consumidor deve pagar sempre o menor preço.

5 dicas para compras nos supermercados
 
1 - Observe a data de validade dos produtos que estão com preços promocionais, pois sempre estão com datas próximas ao vencimento;
 
2 - Tenha o hábito de levar uma calculadora, colocando, primeiramente, no carrinho os itens de primeira necessidade, e avaliar quanto ainda resta para ser gasto com outros produtos, sem ultrapassar o valor previsto para a compra;
 
3 - Evite ir às compras com fome e acompanhado de crianças;
 
4 - Escolha preços de marcas mais baratas, atentando, é claro, para a qualidade dos produtos;
 
5 - Exija o preço anunciado em encartes publicitários. E se houver divergência entre o preço da prateleira com o preço do caixa, pague sempre o menor valor.

Redação O POVO Online
TAGS