Professores negociam com Seduc portaria que prevê mudanças nas escolas Notícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


Professores negociam com Seduc portaria que prevê mudanças nas escolas

Categoria protestou contra a portaria que prevê redução da carga horário e quantidade de profissionais lotados nas escolas. Seduc diz que portaria é para o cumprimento de metas estabelecidas nos planos de educação

10:53 | 06/01/2016
O Sindicato dos Professores e Servidores de Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Apeoc-Sindicato) voltará a se reunir com a Secretaria da Educação do Estado (Seduc), na tarde desta quarta-feira, 6, na sede do órgão, em Fortaleza. Os professores e diretores da rede pública estadual de ensino do Ceará se manifestaram na última terça-feira, 5, contra a portaria 1.169/2015, que prevê redução de carga horária e quantidade de profissionais lotados nas escolas.

O protesto ocorreu na sede da Seduc, e a categoria teve uma primeira audiência com a direção. A reunião desta tarde começará às 13 horas, com a direção do sindicato e o secretário da Educação, Maurício Holanda. Os gestores dos Centros de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) também serão ouvidos.

Professores dizem que a previsão é de que os profissionais lotados em laboratórios de Informática sejam substituídos por técnicos. A prioridade é para a lotação de professores efetivos e está prevista a redução significativa de contratos temporários.

Segundo Daniele Gomes, professora responsável por laboratório em escola estadual, a medida é bastante prejudicial já que todo o trabalho desenvolvido era totalmente voltado para apoio pedagógico e suporte às aulas.

A Seduc, no entanto, defende que a portaria prevê o cumprimento das metas estabelecidas nos planos Estadual e Nacional de Educação, como a implantação progressiva da escola de tempo integral para a rede regular e a elevação da média salarial do magistério público estadual.

Redação O POVO Online
TAGS