Leitores reclamam de entulho acumulado em canteiro central e falta de coleta de lixoNotícias de Fortaleza
PUBLICIDADE
Notícias


Leitores reclamam de entulho acumulado em canteiro central e falta de coleta de lixo

A avenida Leste-Oeste e o bairro Conjunto Ceará foram os locais mais denunciados pelos leitores por acúmulo de lixo nas ruas

23:05 | 04/01/2016
NULL
NULL

Canteiro central coberto por sacolas plásticas, caixas, lixo, resto de entulho de construção e até um móvel. A foto, enviada por leitor para o Whatsapp do O POVO, é da avenida Presidente Castelo Branco (conhecida como Leste-Oeste), na Regional I, e a reclamação é de que a avenida é usada constantemente para depósito de lixo. A situação, de acordo com a assessoria de imprensa da Regional I, é recorrente apesar dos esforços empreendido para limpeza da via. “Atualmente, a limpeza domiciliar na avenida é feita nas terças, quinta e sábados. Além disso, a limpeza especial urbana atua três vezes por dia, todos os dias da semana, inclusive aos domingo”, detalha.
[SAIBAMAIS1]
Conforme explica, entulhos de materiais de construção e móveis não deveriam ter o canteiro central como destino. “Para isso existem Ecopontos. Existe um ponto de lixo que é recorrente e está localizado em frente ao Ecoponto da Leste Oste”, aponta. A assessoria ainda detalha que nesta segunda-feira, 4 foram apreendidos nove carrinho que colocam entulho na via.

No bairro Conjunto Ceará, na Regional V, a situação de lixo nas ruas também foi denunciada por leitor via Whatsapp. De acordo com o leitor, a coleta de lixo no bairro não está acontecendo regularmente há cerca de um ano, que a “caçamba passa até oito dias sem recolher o lixo”, e não tem mais dias ou horários precisos.
[FOTO2]
O coordenador da Conservação e Serviços Públicos da Regional V, Luciano Agnelo, reforçou que a coleta domiciliar passa três vezes por semana no bairro e afirmou que o problema é "cultural". "O problema do Conjunto Ceará é que, infelizmente, os moradores jogam muito lixo e entulho nas áreas verdes, e a prefeitura não tem condições de deslocar os caminhões para estas áreas. Mesmo quando colocamos placas de proibições e limpamos, doiis dias depois já aparecem entulhos e lixos no local", disse Agnelo.

Para tentar resolver o problema, Gustavo disse que a Prefeitura está fazendo uma campanha junto aos comerciantes do Conjunto Ceará, chamada Amigos do Meio Ambiente. "É um trabalho educativo. Visitamos escolas, comércios, farmácias, pedindo contribuição para que não jogue lixo no canteiro central", afirmou o coordenador. Ele falou ainda que a construção de mais 24 Ecopontos em toda a Fortaleza deverá amenizar ainda mais o problema.

Redação O POVO Online

TAGS