PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Cresce no Ceará casos suspeitos de microcefalia relacionados ao Zika

A única morte confirmada no país por causa de microcefalia relacionada com o vírus Zika ocorreu em Tejuçuoca, no Ceará

20:03 | 08/01/2016

A Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa-CE) confirmou nesta sexta-feira, 8, 192 casos suspeitos de microcefalia relacionada ao vírus Zika, em boletim epidemiológico atualizado, registrando um aumento de 58 novos casos em investigação, em uma semana. Os dados sobre a doença são contabilizados desde 2015.

A única morte confirmada no país por causa de microcefalia relacionada com o vírus Zika ocorreu em Tejuçuoca, no Ceará. Conforme o boletim, 48 municípios cearenses foram atingidos com a doença.
[SAIBAMAIS1]
Com 67 casos em investigação, Fortaleza é o município com o maior número de notificações, seguido de Maracanaú, com 30. A 1ª Região de Saúde, que inclui Aquiraz, Eusébio, Fortaleza e Itaitinga, tem o maior número de casos em investigação, com 75; a 3ª Região de Saúde (Acarape, Guaiuba, Maracanaú, Maranguape, Pacatuba e Redenção) vem em seguida, com 55.

No Brasil, até 2 de janeiro, foram notificados no Brasil 3.174 casos suspeitos de microcefalia relacionada ao vírus Zika. Segundo boletim, o país possui 38 notificações de mortes suspeitas - todos no Nordeste - com uma confirmação no Ceará.

 

Redação O POVO Online

TAGS