PUBLICIDADE
Fortaleza
NOTÍCIA

Com redução no número de acidentes e mortes no Estado, balanço da PRF do ano de 2015 é positivo

O balanço foi positivo pelas reduções e pelas apreensões feitas durante o ano, explicou o superintendente regional da PRF, Stênio Pires

12:20 | 07/01/2016
NULL (Foto: )
NULL (Foto: )

Em balanço divulgado nesta quinta-feira, 7, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), sobre as operações nas rodovias federais do Estado em 2015, os números mais relevantes foram com relação às mortes: 89 vidas. Esse é o número de óbitos a menos em 2015 com relação aos ocorridos em 2014.

O índice de mortes teve redução de 30% em 2015, caindo de 292 óbitos em 2014 para 203 no último ano. Já o de acidentes graves teve queda de 21%, quando em 2014 foram registrados 943 acidentes com vítimas graves ou fatais (o que diferencia os acidentes graves dos demais) e em 2015 foram 745.

De acordo com o superintendente regional da PRF, Stênio Pires, o balanço foi positivo pelas reduções e pelas apreensões feitas durante o ano. “Isso é consequência do trabalho feito pela PRF, que intensificou as fiscalizações nas rodovias”, diz.

Ainda segundo o superintendente, 70% dos acidentes com mortes nas rodovias federais do Estado no ano de 2015 foi por alta velocidade dos veículos. A maioria dos acidentes ocorreram na Região Metropolitana, 1652 dos 2620 registrados.

O chefe de policiamento da PRF, Carlos Derickson, afirma que 94% dos acidentes estão relacionados aos fatores humanos. "As pessoas falam que os acidentes ocorrem porque as rodovias não estão boas, mas os fatores humanos (ultrapassagem, falta de atenção, alta velocidade) são os maiores motivos das ocorrências de acidentes", explica.

Além dos acidentes, o balanço sobre infrações e apreensões realizadas também foram positivas. Autos de infração pela ausência do cinto de segurança reduziram em 63,6% e de capacete em 58,2%. Apreensões de armas de fogo foram 56 em 2014 e 74 no ano passado.

Confira os gráficos:

[VIDEO1] 

TAGS