PUBLICIDADE
Notícias

Após força-tarefa da Polícia, três suspeitos de atirar em sargento são presos

O sargento Eudes segue internado, em estado grave, no Instituto Doutor José Frota (IJF). Os presos foram levados ao 12º Distrito Policial

16:39 | 27/01/2016
NULL
NULL

Atualizada às 18h54min

Dois homens e uma mulher foram presos na tarde desta quarta-feira, 27, suspeitos de envolvimento na ação que deixou o sargento da Polícia Militar, José Eudes da Silva Monte, baleado. A prisão ocorreu no bairro Granja Lisboa, por voltadas 15h30min, conforme a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Raquel Rodrigues Lima, 19, que já responde por adulteração de sinal identificador de veículo automotor, e Rogério dos Santos Rocha, 19, sem antecedentes criminais, foram presos em um condomínio na rua Guararema. Com eles, foram apreendidas roupas utilizadas na ação criminosa.

A dupla confessou o crime e, no decorreer das buscas, a Polícia prendeu Raimundo Nonato de Sousa Barroso, 27, que já responde por roubo, crime de trânsito e contravenção penal, além de estar com um mandado de prisão em aberto. Segundo a SSPDS,  ele é apontado como o responsável pela fuga dos suspeitos após o crime, em um celta de cor preta e placa HVK 2806, utilizado na ação e apreendido nesta tarde. 

A operação da Polícia Civil e da Polícia Militar foi coordenada pelo delegado Pedro Viana, com o apoio dos agentes do 12º Distrito Policial, 32º Distrito Policial, Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), 17º Batalhão de Polícia Militar e Coordenadoria de Inteligência da SSPDS. O autor dos disparos contra o policial, que já foi identificado, segue foragido.

O sargento Eudes segue internado, em estado grave, no Instituto Doutor José Frota (IJF). A SSPDS confirmou que as imagens das câmeras de segurança do terminal do Antônio Bezerra foram utilizadas. Os presos foram encaminhados ao 12º DP, no bairro Conjunto Ceará.


Redação O POVO Online
TAGS