PUBLICIDADE
Notícias

Ceará é destaque em Prêmio Itaú-Unicef

Dos quatro finalistas da regional nordeste, três são do Ceará. Cada entidade e escola envolvida recebeu R$ 25 mil como premiação por serviços de cultura desenvolvidos com alunos da rede pública. Organizações aguardam cerimônia nacional. Premiação pode chegar aos R$ 250 mil

16:17 | 26/11/2015
NULL
NULL
Três projetos cearenses são finalistas regionais na 11ª Edição do Prêmio Itaú-Unicef. Oriundos dos municípios de Iracema, Itapiúna e Maranguape, eles se destacaram por levar atividades culturais ou esportivas para estudantes da rede pública de ensino. As iniciativas concorreram com candidatos de todos os estados do Nordeste e ficaram no seleto grupo de quatro escolhidos. Todos os projetos funcionam através de parceria entre escolas e organizações da sociedade civil.


Cada entidade e escola envolvida recebeu R$ 25 mil como premiação por estar entre o grupo de finalistas regionais. Nesta quinta-feira, 26, serão divulgados os nomes dos vencedores nacionais - que receberão a quantia de R$ 100 mil. Há, ainda, o grande projeto vencedor - que terá mais R$ 250 mil como reconhecimento.

[SAIBAMAIS 4]De Itapiúna, distante 110 quilômetros de Fortaleza, o projeto “Cantos e Encantos da Cidadania” atende estudantes da Escola de Ensino Fundamental Recanto da Criança - com aulas de música, teatro, esporte, além da brinquedoteca e do espaço de leitura. O valor já conquistado, explica Erivaldo Paiva, gestor do Centro de Apoio à Criança, vai ampliar as atividades. "Em janeiro devemos dialogar com pais, mães e estudantes sobre o destino do dinheiro. A ideia é aumentar o número de jovens beneficiados", diz Erivaldo.

Em Iracema, localizada a 278 quilômetros da Capital, funciona o projeto “Diversidade Cultural de Ponto a Ponto”. Também haverá diálogo com a comunidade escolar para definir a utilização do prêmio.

Segundo Antonio Marcelo Oliveira, diretor da Escola Deputado Joaquim de Figueiredo Correia, envolvida no projeto, no início não existia parceria oficial com a Associação Cultural Filhos da Terra. A estruturação aconteceu por vontade dos estudantes, que já faziam aulas de música e informática na instituição. "Eles (alunos) ficaram mais responsáveis. E se sentem valorizados. Temos meninos e meninas que vêm de lares complicados e conseguem aplausos através da música", pontua Antonio. 

A outra iniciativa cearense agraciada pelo Prêmio Itaú-Unicef na fase regional foi o Ecomuseu de Maranguape, Região Metropolitana de Fortaleza - projeto desenvolvido pela Escola Municipal José de Moura e pela Fundação do Trabalho Educacional com Recursos Renováveis e Arte.
[FOTO2]
Na concorrência, dentro de cada regional, os projetos são divididos em micro, pequeno, médio e grande porte. O “Diversidade Cultural de Ponto a Ponto” é pequeno; o Ecomuseu de Maranguape é médio; e  o “Cantos e Encantos da Cidadania” é considerado grande. A categoria micro da Regional Nordeste foi preenchida pelo "Humanizarte: Arte, Cultura e Cidadania", localizado em Jequié, Bahia. Na fase nacional - explica  Camila Feldberg, gestora do prêmio na Fundação Itaú Social -, os projetos concorrem com outros de igual dimensão.  Dessa forma, as iniciativas cearenses não estão competindo entre si e o Estado poderá ter vários vencedores.

Saiba mais
A premiação é uma iniciativa da Fundação Itaú-Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
 
As regionais são:
São Paulo: Grande São Paulo e litoral
Ribeirão Preto: interior de São Paulo
Rio de Janeiro: Rio de Janeiro e Espírito Santo
Belo Horizonte: Minas Gerais
Curitiba: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina
Goiânia: Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Tocantins
Belém: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia e Roraima
Recife: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe

Cada regional originou um vencedor para as categorias micro, pequeno, médio e grande porte. Eles vão concorrer entre si pelos prêmios de R$ 100 mil e R$ 250 mil

TAGS