PUBLICIDADE
Notícias

Moradores do Parque Potira reclamam acordo não cumprido

Após duplicação da BR-222, a velocidade foi elevada para 100km/h e parada de ônibus mais próxima fica à 3km do bairro

11:45 | 27/02/2015
NULL
NULL

Após a duplicação dos primeiros 10km da BR-222, os moradores do bairro Parque Potira, em Caucaia, que ficam às margens da rodovia, reclamam da dificuldade de deslocamento. As paradas de ônibus foram retiradas, não há lombadas eletrônicas e as passarelas, que foram prometidas, não existem.

Segundo Jeremias Vasconcelos, representantes dos moradores no processo que corre no Ministério Público Federal, a partir de março de 2014 foram realizadas seis audiências nas quais foram acordadas melhorias, como a implantação de três passarelas entre os Km 6 e 10 da rodovia, que eram para terem ficado prontas em outubro passado, além da redução da velocidade máxima de 80km/h para 60km/h.

Diferente do que foi acordado, ainda segundo Jeremias, a velocidade máxima da via foi aumentada para 100km/h para carros pequenos e 80km/h para caminhões pesados. Apenas um retorno, que era reivindicado, ficou pronto, mas com problemas, pois "ele foi pensado apenas para carros pequenos que tem que sair em alta velocidade, por conta do fluxo da rodovia", conta Jeremias.

A maior reclamação fica para a falta de linha de ônibus, que foi retirada após a duplicação, por falta de paradas de ônibus. Jeremias afirmou, ainda, que os ônibus deixaram de passar pela BR-222, na altura do Parque Potira, por não terem espaço para parar, já que não cabem no acostamento e as empresas seriam rentabilizadas por qualquer acidente, sendo a parada mais próxima à 3km do bairro. Outro problema para os passageiros seria a vala de 5 metros em cada lado da pista.

 

O POVO Online procurou a assessoria de imprensa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), mas, até às 16h30min, não obteve retorno.

Redação O POVO Online 

TAGS