PUBLICIDADE
Notícias

Saiba como evitar transtornos para pedir táxi durante o Réveillon em Fortaleza

Conforme Reginaldo Barbosa, secretário da diretoria da Rádio Táxi Fortaleza, a expectativa é de mais de um milhão de pessoas na Praia de Iracema, o que dificultará o atendimento da demanda

19:47 | 30/12/2014
NULL
NULL

A alta procura por táxis no Réveillon 2015, em Fortaleza, pode complicar a ida de passageiros aos seus destinos. Quem escolher deixar o carro particular em casa ou evitar o transporte coletivo para utilizar o serviço, precisa tomar alguns cuidados para não passar por contratempos nas últimas horas de 2014. A previsão é de taxistas rodando pelas ruas da cidade, pontos fixos vazios e linhas telefônicas das centrais congestionadas.

Conforme Reginaldo Barbosa, secretário da diretoria da Rádio Táxi Fortaleza, a expectativa é de mais de um milhão de pessoas na Praia de Iracema, o que dificultará o atendimento da demanda. "Nessa época, há grande concentração ali (Beira Mar), são muitos chamados. Além de pedidos de diversas áreas. Todos querem pegar táxi, tanto para chegar, quanto para voltar", diz ele. Apesar da programação de festas espalhadas por diversos pontos de Fortaleza, o Aterro da Praia de Iracema deve registrar a maior concentração de pessoas durante o Réveillon 2015 na cidade.

%2b Confira o que funciona e não funciona no Ano Novo

Segundo o secretário, a Rádio Táxi Fortaleza estima que 400 táxis da companhia estejam circulando neste período. Reginaldo aconselha aos passageiros que saiam de suas residências, no máximo, até 21h. "Até esse horário, a chance de pegar um táxi aumenta. Ainda tem a questão do trânsito pesado para complicar. Se sair depois das 22h, vai ficar difícil", explica.

A diretora de operação da Capital Rádio Táxi, Socorro Pessoa, afirma que durante esse período, os taxistas costumam rodar "na pedra" (expressão usada pela categoria para classificar os dias de trabalho que não ficam parados em pontos fixos). "Eles pegam os passageiros na rua. O passageiro da central terá mais dificuldade para encontrar um táxi", conta ela. A empresa também estima que o efetivo, durante o Réveillon 2015, seja de 400 veículos.

No último dia do ano, não será a melhor opção ligar para central e esperar o táxi em casa. Isso porque as linhas vão estar congestionadas, como preveem os profissionais da Rádio Táxi e da Capital Táxi. "Na central, é possível que todos os telefonistas estejam ocupados. É muito grande a demanda", diz Socorro.

Os passageiros que insistirem pela comodidade de esperar em casa podem tentar os aplicativos para pedir táxi. Tanto a Rádio Táxi, quanto a Capital Táxi, disponibilizam serviços pelo dispositivo. "Pelo aplicativo, o passageiro pode conseguir chamar um táxi sem passar pela telefonista", afirma Reginaldo.

Cobrança abusiva

Alguns passageiros podem se deparar com situações irregulares no momento de utilizar o táxi, como corridas sem o uso de taxímetro. Cobranças abusivas pela viagem podem ocorrer durante a ida ou a volta para casa. Para evitar problemas, a população deve ficar atenta para anotar a placa do veículo e o número de permissão do táxi (adevisado ao veículo).

Caso se depare com esse tipo de irregularidade, o passageiro deve ligar para o sistema de táxi, do qual o taxista faz parte, e denunciar a situação. As centrais têm como identificar o taxista e o táxi envolvidos em cobranças abusivas, a partir da placa e do número de permissão.

Etufor fiscaliza irregularidades
A Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) é responsável pela fiscalização dos táxis da cidade. No entorno da Praia de Iracema, 20 agentes estarão de serviço pelo órgão.

De acordo com a Etufor, a fiscalização funciona todos os dias, durante 24 horas. Além das próprias centrais de táxis, a população pode acionar o órgão. Em casos de veículos clandestinos, o passageiro deve anotar a placa e o modelo do veículo.

Serviço:

Rádio Táxi Fortaleza
Telefones:
0800 275 5744/(85) 3254 5744
0800 703 5744/(85) 3089 5744

Capital Rádio Táxi
Telefone: (85) 3254 5554

Etufor
Telefone: (85) 3452 9318

TAGS