PUBLICIDADE
Notícias

Preços dos itens da ceia de Natal podem variar até 80% em Fortaleza

Pesquisa do Procon Fortaleza traçou comparativo entre itens, como carnes, conservas, bebidas e panetones

16:50 | 09/12/2014
NULL
NULL

Entre os dias 3 e 5 de dezembro, o Procon Fortaleza realizou uma pesquisa comparativa de preços dos produtos principais que irão compor a ceia de Natal em 2014 e constatou que a variação pode chegar até 80% na capital.

Ao todo, foram comparados, em 10 supermercados de diferentes bairros de Fortaleza, 35 tipos de produtos de marcas diversas, incluindo carnes, aves, panetones, conservas, chocolate, frutas cristalizadas, assim como bebidas tradicionais das festas de fim de ano, como o espumante.

De acordo com o órgão, as frutas secas apresentaram as maiores variações e, ao mesmo tempo, alerta que fatores como a escassez ou prolongamento das chuvas, o transporte e armazenamento dos produtos, são variantes que podem alterar o valor final dos alimentos.

A unidade do abacaxi pérola, por exemplo, varia até 80% de um estabelecimento para outro: R$ 2,49, no Assaí do Otávio Bonfim; a R$ 4,49, no Extra do bairro Água Fria.

No Center Box do bairro Bela Vista, o quilo do frango inteiro congelado custa R$ 3,99, enquanto no supermercado Assaí, do Otávio Bonfim, é cobrado R$ 6,45, o que representa uma variação de 62%.

O quilo do lombo de bacalhau, na bandeja, custa R$ 39,90 no Super Lagoa, no Centro; enquanto chega a custar R$ 50,99 no Extra da Água Fria.

A coordenadora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, recomenda que o consumidor antecipe as suas compras da ceia de Natal. "A elevação dos preços se acentua à medida que se aproximam os períodos festivos. A pesquisa pode ajudar ao consumidor na economia de gastos, principalmente, no momento em que contas começam a chegar, como matrículas escolares, impostos de veículos, viagens e outras despesas".

Além do alerta da coordenadora, o Procon Fortaleza também elenca algumas dicas para economizar nas compras de fim de ano. Confira as dicas:     

- Faça uma lista de quantos produtos precisa realmente comprar;
- Avalie quanto se pode gastar com cada item. O consumidor deve ser minucioso e fazer as contas na ponta do lápis, pois gastos demasiados podem comprometer o orçamento familiar;

- Pesquise preços e verifique a melhor forma de pagamento e descontos no pagamento à vista em dinheiro;

- Confira a data de validade dos produtos.

Fizeram parte da pesquisa os supermercados Assai (av. Bezerra de Menezes, 571 - Bairro Otávio Bonfim), Center Box (av. José Bastos, 4400 - Bairro Bela Vista), Cometa (av. N, 1042 2º Etapa - Bairro José Walter), Extra (Shopping Iguatemi - Bairro Água Fria), G. Barbosa (rua Padre Valdevino, 920 - Bairro Joaquim Távora), Hiper Bompreço (Av. Bezerra de Menezes, 1012 - Bairro Alagadiço), Lojas Americanas (Rua Barão do Rio Branco, 922 - Bairro Centro), Pão de Açúcar (av. Santos Dumont, 1169 - Bairro Aldeota), São Luiz (Shopping Benfica - Bairro Benfica), Super do Povo (av. A, 800 - Bairro Conjunto Ceará) e Super Lagoa (Rua Solon Pinheiro, 136 - Bairro Centro).    

Cabe ressaltar que lojas da mesma rede podem praticar diferentes preços e, além disso, descontos, ofertas e promoções também podem vir a alterar, futuramente, os preços coletados na pesquisa.

Redação O POVO Online
TAGS