PUBLICIDADE
Notícias

Licitação do VLT teve apenas uma empresa interessada

A empresa apresentou proposta de valor igual ao máximo estipulado pela Seinfra. As obras devem ser retomadas até o início de 2015

17:46 | 10/12/2014
NULL
NULL

A empresa Sultepa Construções e Comércio Limitada foi a única a apresentar, na manhã desta quarta-feira, 10, proposta à Central de Licitações do Estado (CCC) para assumir a retomada das obras do Ramal Parangaba-Mucuripe a ser operado por Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A corporação tem até sexta-feira, 12, para confirmar sua proposta de preço, que foi de R$ 145,249.800,70 milhões, o valor máximo apresentado previamente pela Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra). Após assinatura da ordem de serviço, a empresa tem até 18 meses para concluir as obras.

De acordo com a assessoria de imprensa, o titular da Seinfra Adail Fontenele acredita que os trabalhos nas obras sejam retomados ainda no início de 2015. A empresa deverá entregar a documentação à Procuradoria Geral do Estado (PGE) em cópia eletrônica, até às 18 horas desta sexta-feira, 12, e segue para avaliação da Seinfra. Em caso de aprovação, os próximos passos são o contrato, a divulgação e a assinatura da Ordem de Serviços.

"Esperamos que em 2016 a cidade ganhe essa nova opção de transporte para grande parte de sua população, integrado a outros modais, mais rápido e confortável", afirmou o secretário, por meio de assessoria.

O ramal está com 50% dos serviços concluídos e com as obras paralisadas desde junho deste ano, devido ao não cumprimento de prazos de entrega dos trabalhos pelo consórcio construtor. Esta é a segunda licitação desde junho - a primeira não teve êxito - feita na modalidade Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que permite contratações públicas mais rápidas.

TAGS