PUBLICIDADE
Notícias

DJ apontado como maior traficante de drogas sintéticas do Ceará é preso em Fortaleza

Thiago era o responsável pela distribuição de drogas sintéticas, como o ecstasy, no Ceará. Outras nove pessoas foram presas em operação de combate ao tráfico da Polícia Civil de Alagoas

09:32 | 19/12/2014
Um cearense de 29 anos foi preso na manhã da última quinta-feira, 18, em um prédio localizado na rua Barão de Studart, no bairro Aldeota, em Fortaleza. O DJ Thiago Maurício Sá Pereira é apontado pela Polícia Civil como o maior traficante de drogas do Estado e era investigado há cerca de seis meses. A prisão integra operação de combate ao tráfico da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) da Polícia Civil de Alagoas, com alvos em Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Thiago era o responsável pela distribuição de drogas sintéticas, como o ecstasy, no Ceará. Ele era investigado há cerca de seis meses e seu endereço foi repassado pela Polícia Civil de Alagoas à Polícia Civil cearense. “Há uma semana uma equipe de policiais aguardava para prendê-lo, exatamente quando a operação fosse deflagrada nos outros estados”, explica o diretor do Departamento da Polícia Civil do Ceará (DIP), o delegado Francisco Carlos de Araújo Crisóstomo.

No momento da prisão, Thiago ainda tentou subornar os policiais com uma quantia de R$ 100 mil, mas foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Em outra residência do DJ, localizada na Praia do Icaraí, em Caucaia, foram apreendidas duas balanças de precisão, material para prensar maconha e uma quantidade de pó branco, enviada para análise. “O alvo é um dos principais nomes de traficantes de drogas sintéticas do Nordeste. Ele já tinha passagem pela Polícia por tráfico e movimentava uma grande quantidade de entorpecentes”, detalha o delegado Crisóstomo.

Thiago está detido na Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), na avenida Eduardo Girão. Ainda segundo o diretor do DIP Cearense, por ter sido autuado em flagrante, Thiago não poderá ser recambiado e deve prestar depoimento aqui, quando uma equipe Alagoas vier fazer o procedimento.

Investigação
Nos demais estados, outras nove pessoas foram presas, mas o balanço da operação ainda será divulgado. O Deic de Alagoas informou que com os presos na operação foram apreendidos comprimidos de ecstasy, LSD, anabolizantes e haxixe.

Redação O POVO Online
TAGS