PUBLICIDADE
Notícias

Ceará bate recordes, pela segunda vez, em transplantes de pulmão e medula

10:00 | 09/12/2014
NULL
NULL

O ano ainda não terminou, mas o número de transplantes de pulmão e de medula óssea realizados em 2014 no Ceará bate recorde, pela segunda vez consecutiva.

De 2013 para cá, as cirurgias de transplante de pulmão aumentaram de oito para dez, e as de medula óssea passaram de 56 para 57.

Até o último dia 5 de dezembro, as cirurgias de transplante de órgãos e tecidos no Estado somavam 1.275, maior que o total de 2012. No ano passado, esses números chegaram a 1.365, mantendo o recorde atual.

De acordo com o Registro Brasileiro de Transplantes (RBT), publicado pela Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), o Ceará está entre os três estados com maior número de doadores efetivos de órgãos e tecidos para transplante.

Com 26,7 doadores efetivos por milhão da população (pmp), os cearenses estão atrás apenas de Santa Catarina e do Distrito Federal, ambos com 31,6 pmp.

Em transplantes de pulmão, o Ceará figura como o segundo do Brasil, com 1,3 transplantes pmp, atrás do Rio Grande do Sul, com 1,4 pmp. Até setembro deste ano, aparecia como o maior transplantador de fígado do país, com 24 transplantes pmp.

Redação O POVO Online

TAGS