PUBLICIDADE
Notícias

Trabalhadores de ônibus paralisam atividades em Fortaleza e RMF; frota foi reforçada

Protesto foi realizado contra as empresas São José e Fretcar, mas sem acordo, os veículos da segunda estão estacionados na garagem. Sindônibus solicitou reforço da frota

10:46 | 06/11/2014

Atualizada às 11h15min

Os motoristas e cobradores de ônibus das empresas Fretcar e São José paralisaram as atividades, na manhã desta quinta-feira, 6, em Fortaleza e na Região Metropolitana. Em manifestação durante a madrugada, cerca de 300 veículos ficaram parados. Ao todo, 11 linhas da Fretcar, que cobrem os bairros Bom jardim, Aldeota, Conjunto esperança e Parangaba foram paralisadas. O Sindicato das Empresas das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) informou que foi solicitado reforço para cobrir as linhas afetadas.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro), os trabalhadores realizaram um protesto, de 4h às 6h40min, para reivindicar descontos no pagamento de hora extra, no caso da São José, e suspensões abusivas, no caso da Fretcar. Após acordo com a São José, os trabalhadores voltaram a circular nos veículos da empresa, mas os ônibus da Fretcar permaneceram parados.

“Fizemos um acordo, a São José concordou em não descontar faltas pelo protesto e as linhas voltaram a funcionar. A Fretcar, que faz suspensões por qualquer motivo, no entanto, decidiu deixar os coletivos na garagem durante todo o dia”, explica Domingo Neto, presidente do Sintro. Segundo ele, os ônibus voltam a circular no dia seguinte, mas caso a empresa não se posicione sobre as reivindicações até a próxima quarta-feira, 12, novas paralisações devem ocorrer.

O Sindicato das Empresas das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) informou que solicitou cobertura de frota a outras empresas, com ônibus de outras linhas, para atender os usuários prejudicados. A empresa afirma que toda a frota da Fretcar foi compensada com outros veículos, por volta das 11 horas, e que as linhas seguem circulando normalmente.

O POVO Online entrou em contato com a São José, mas as ligações ainda não foram atendidas. Por telefone, a assessoria de comunicação da Fretcar informou que os ônibus devem voltar a circular durante a tarde. O Sindiônibus também disse, por meio de nota, que a população foi “surpreendida por uma paralisação sem advertência ou causa conhecida”.

Segundo o Sindiônibus, qualquer descumprimento de suas regras deve ser informado com um prazo de 10 dias para eventual solução de conflitos. O sindicato das empresas também pediu a apresentação da pauta de reivindicações.

CORREÇÃO: A empresa Fretcar possui 11 linhas de ônibus, conforme o Sindiônibus. Anteriormente, a assessoria da empresa havia informado que eram 16 linhas.

Redação O POVO Online
TAGS