PUBLICIDADE
Notícias

Polícia apreende terceiro adolescente suspeito de assassinar pastor evangélico

O jovem confessou ter sido o autor dos disparos que mataram o pastor Paulo César de Araújo, durante um assalto na avenida Santos Dumont

09:45 | 10/11/2014

Foi preso na noite do último domingo, 9, o terceiro e último adolescente suspeito de ter assassinado o pastor evangélico Paulo César de Araújo, 46, durante uma tentativa de assalto na última quarta-feira, 5.

 Segundo Socorro Portela, delegada titular do 2º Distrito Policial (DP), o adolescente de 14 anos foi encontrado após denúncias de que ele estaria na casa de uma tia, no bairro Messejana. Chegando lá, a polícia não encontrou o jovem, que tinha fugido com a namorada. Pouco tempo depois, o avô paterno do adolescente acionou a polícia avisando que ele estava em casa.

 Ainda segundo a delegada, o adolescente confessou ter atirado no pastor, mas alegou legítima defesa.  O jovem já responde por um roubo e efetuou três disparos contra o próprio tio nesse ano. Ele foi encaminhado para o 2º DP, onde realizou exame de corpo de delito e depois entregue na Delegacia da Criança e Adolescente.  A apreensão foi resultado de uma operação de policiais do 2º DP e 8º Batalhão da Polícia Militar.

[SAIBAMAIS3]Mais cedo, outro suspeito foi apreendido em uma casa no bairro Cidade 2000. Ele alegou que sua participação no crime foi apenas anunciar o assalto. O primeiro adolescente foi preso na última quinta, 6

Crime
O crime aconteceu por volta das 16 horas da última quarta-feira, 5 . A vítima estava sozinha em um Celta. Segundo a Polícia, ele estava indo buscar a filha na faculdade. O veículo estava parado em um semáforo, próximo à avenida Santos Dumont, com o vidro fechado, quando foi abordado, pelos adolescentes, que estavam “surfando” sobre um trem e desceram em direção à Via Expressa.

Paulo César teria se recusado a abrir o vidro diante da abordagem. Um dos jovens atirou contra o pastor, que foi atingido no peito. Mesmo baleado, ele conseguiu dirigir e ainda dobrou à direita na avenida Santos Dumont. O veículo parou em frente à loja Aldeota Tintas.

Após os tiros, os jovens voltaram em direção ao trilho e conseguiram fugir, subindo em outro trem.

 

Redação O POVO Online

TAGS