PUBLICIDADE
Notícias

MST ocupa sede do Incra em protesto contra seca e pela reforma agrária

Organização do movimento reivindica assentamento de famílias acampadas no Ceará. Administração do Instituto ainda não se manifestou

10:13 | 11/11/2014
NULL
NULL

Centenas de pessoas organizadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupam, desde a madrugada desta terça-feira, 11, a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), na avenida José Bastos. O ato é um protesto pela “desapropriação e emissão de posse das áreas de acampamentos em todo Estado e a situação da seca”, conforme a assessoria do movimento.

Segundo o MST, mais de três mil famílias estão acampadas no Ceará, mas a reforma agrária está paralisada. “Queremos que o Incra assente de forma imediata todas as famílias acampadas no estado. A situação no interior é de calamidade, estamos sem água nos assentamentos e nas comunidades, e queremos que o governo federal e estadual tome providências urgentes”, afirmou Pedro Neto, um dos assessores do movimento.

O MST ainda prevê manifestações dos sues acampamentos urbanos, mas os locais ainda não foram divulgados. O POVO Online tentou encontrar com a administração do Incra, mas as ligações ainda não foram atendidas.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

[VIDEO1]
Mobilização em Quixaremobim
Segundo o MST e o Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais de Quixeramobim, outras mobilizações estão marcadas no município, para reivindicar “água para os assentamentos e comunidades, até a discussão com a secretaria do desenvolvimento agrário sobre o preço do leite”. Os agricultores devem montar um acampamento em frente à prefeitura municipal.

Redação O POVO Online
TAGS