PUBLICIDADE
Notícias

MP pede proibição de Ironman no mesmo horário do Enem

De acordo com o órgão, a competição esportiva pode resultar em dano irreparável aos milhares de estudantes inscritos no Enem, em contraste com os 1.200 participantes do Ironman.

16:28 | 06/11/2014

O Ministério Público do Ceará (MP-CE) entrou com uma Ação Civil Pública (ACP) contra a realização do Ironman no mesmo horário do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os dois eventos serão realizados neste domingo, 9, no período diurno. Devido aos bloqueios necessários para viabilizar a competição de triathlon, os estudantes que vão fazer o Exame foram orientados para se deslocarem aos locais de provas com três horas de antecedência. Os promotores de Justiça Raimundo Nonato Cunha, Antônio Gilvan de Abreu Melo e Francisco Romério Pinheiro Landim assinam a ACP.

De acordo com o órgão de Justiça, a competição esportiva pode resultar em dano irreparável aos milhares de estudantes inscritos no Enem, em contraste com os 1.200 participantes do Ironman. O MP solicita notificação do Estado, através do Departamento Estadual de Rodovias (DER) e da Policia Rodoviária Estadual (PRE); o município de Fortaleza; a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) e a Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC). Todos os órgãos informaram ao O POVO Online que, até o final do expediente, não haviam sido notificados. [SAIBAMAIS3]O Ironman consiste na realização de três etapas: natação, ciclismo e corrida. O evento esportivo terá início às 5h50, com a prova de natação, deve terminar às 23h, após as fases do ciclismo e da corrida. Os inscritos no Enem devem sair de casa informados, pois várias avenidas de Fortaleza terão uma faixa interditada para os participantes da competição, assim como diversos cruzamentos serão bloqueados, o que exigirá o acesso através de desvios por outras vias da cidade.

Moradores e candidatos que farão provas nos bairros Praia do Futuro, Cidade 2000, Cocó, Luciano Cavalcante, Sapiranga, Parque Manibura, Cidade dos Funcionários e Edson Queiroz devem sair com antecedência e planejar o percurso até o destino.

“No caso, tendo em vista a impossibilidade de realização de um evento sem prejudicar outro, harmonizando-os, deve a autoridade eleger a opção que mais atenda ao interesse público”, diz trecho da ação do MP.

Redação O POVO Online

TAGS