PUBLICIDADE
Notícias

Internos realizam motim no Centro Educacional Patativa do Assaré

23:07 | 03/11/2014

Atualizada às 00h00

Uma rebelião de internos do Centro Educacional Patativa do Assaré (Cepa), no bairro Ancuri, foi registrada na noite desta segunda-feira, 3.

Segundo informações preliminares do juiz titular da 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza, Manuel Clístenes, o motim se trata de uma "mega rebelião" com fuga de cerca de 30 adolescentes.

Ainda segundo o juiz, em razão da proporção do motim, a Polícia precisou agir antes da presença do judiciário no local, como é de praxe em ocasiões semelhantes. "Fizeram refém", afirmou Clístenes.

Segundo o juiz, pelo menos dois instrutores, que foram feitos de refém pelos adolescentes, saíram feridos e um interno foi atingido no olho com uma bala de borracha. "O Centro ficou completamente destruído, sem luz. Não há qualquer foco de energia elétrica", completou. A suspeita é que a maioria dos adolescentes tenha fugido pelo ambiente de administração do prédio, que também foi destruído.

O juiz alega que o ano de 2014 não se compara a nenhum outro período da história do Ceará em termos de rebelião de internos. "Nenhum período pode ser comparado ao que está acontecendo atualmente. Toda semana nós temos rebeliões de grande e média proporção". O major Alexandre Ávila, do Comando Tático Motorizado (Cotam), afirmou que a rebelião foi controlada por volta das 22h30.

Fuga planejada

Ainda segundo o juiz Manuel Clístenes, há duas semanas ele recebeu a informação sobre os preparativos da rebelião. Um ofício foi enviado para a Secretaria de Ação Social e para a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) no dia 22 de outubro para alertar sobre o episódio. Manuel afirmou, no entanto, que não obteve resposta sobre o documento enviado.

Cepa

A unidade é destinada ao recolhimento de adolescentes que praticaram atos infracionais e que foram submetidos a medidas socioeducacionais de internação.


Redação O OPOVO Online
TAGS