PUBLICIDADE
Notícias

Estudantes chegam ao local de prova horas antes da abertura dos portões

Um total de 116 pessoas aguardavam a abertura dos portões para a prova do Enem em uma faculdade na avenida Aguanambi, às 10 horas da manhã. O horário marcado para o início da entrada dos concorrentes é as 11 horas

10:38 | 08/11/2014
NULL
NULL
Quer informações  sobre o Enem 2014? Acesse nosso especial ENEM 2014
 
 Espalharam a notícia de que haveria greve de ônibus neste sábado, 8, dia em que será aplicada a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).  Por isso, a estudante Ana Isabel Nobre de Assis, 19 anos, que mora na Parangaba, chegou à Faculdade Maurício de Nassau, local de prova dela, na avenida Aguambi, às 6h40min.  “A pessoa já está nervosa com a prova e ainda inventam essa história de greve”, diz ela, que tenta pela terceira vez entrar no curso de Medicina. Ela comprou água e conseguiu um banquinho para se sentar. "Graças a Deus", afirma
 A segunda pessoa da fila chegou em parelha, às 6h50min. A estudante do curso de técnico de agente de saúde, Ana Paula Carlos, 36, faz o exame pela segunda vez, buscando algum curso da área da saúde. Ela já deixou tudo pronto desde a noite de ontem: o documento de identificação, com foto, no caso dela, foi a carteira de identifidade; a caneta preta em embalagem transparete e o lanche.
[SAIBAMAIS3]Às 10h15min, 116 pessoas já aguardavam a abertura dos portões da Faculdade Maurício de Nassau, na Aguanambi. Entre elas, a funcionária terceirizada da Prefeitura, Ana Maria Alves Gonçalves, 42. Moradora do bairro Parangaba, na Secretaria Regional IV, ela terminou o ensino médio “há muitos anos”, conforme diz, e quer tentar o curso de administração.
 Era a primeira vez que a supervisora de loja de roupa Ana Lúcia Costa e Silva, 48, fazia a prova do Enem. Ela terminou o ensino médio há três anos, mas, nas três edições do Enem, nunca conseguia chegar no horário. “Meu sonho é fazer educação física”, almeja.
 
Redação O POVO Online 
TAGS