PUBLICIDADE
Notícias

Um total de 12.700 profissionais da SSPDS e do Exército fará a segurança no Ceará

No segundo turno, um total de 12.700 agentes vai atuar na segurança do segundo turno das eleições no Estado. Das 8 horas de sábado, até o fim da apuraão dos votos, os agentes devem atuar

15:34 | 24/10/2014
Com o objetivo de atuar de forma integrada e possibilitar a tomada rápida de decisões, estará reunido no Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), das 8 horas deste sábado, 25, até o fim da apuração dos votos do 2º turno das Eleições 2014, um total de 12.700 agentes. Eles são representantes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Perícia Forense (Pefoce) e Corpo de Bombeiros (CB), Exército Brasileiro (EB), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC). 

Também foram convidados membros do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e do Ministério Público Eleitoral (MPE). No próximo domingo, 26, trabalharão 10.200 policiais civis e militares em todo o Estado. O policiamento será distribuído em todo o Ceará. A base do Plano de Segurança desenvolvido durante o 1º turno das Eleições 2014 permanece a mesma, com pequenas alterações no 2º turno. Haverá o reforço maior no policiamento em Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Maranguape e Pacatuba. 

O Exército deve atuar com 2.500 militares que ficarão à disposição da Justiça Eleitoral. Além de Fortaleza, Caucaia, Maranguape, Pacatuba e Maracanaú, após autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os homens do Exército serão distribuídos para as zonas eleitorais de Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Sobral, Crateús e Aracati. Nesses municípios, haverá a readequação das forças de segurança do Estado para não haver sobreposição de atuação do Exército e das Polícias em alguns locais de votação.

Os policiais que foram escalados para trabalhar no Interior já se encontram nos municípios desde a última quarta, 22, e continuam nas cidades até a terça, 28, após o pleito. Além do reforço recebido com a atuação do Exército, as ações de segurança serão potencializadas pela menor quantidade de candidatos nesta fase da eleição.
 
Redação O POVO Online 
TAGS