PUBLICIDADE
Notícias

Polícia apreende adolescente e prende homem acusados de participação da morte de médico

Um homem foi preso e um adolescente apreendido nesta terça, 21, acusados do assassinato do médico Cláudio Mariano, 55, encontrado morto no último domingo, 19. Segundo a Polícia, o adolescente confessou ter dado os golpes com uma faca da própria vítima. Eles foram presos no bairro Castelo Encantado

17:17 | 21/10/2014
A Polícia prendeu um homem de 22 anos e apreendeu um adolescente de 16, acusados do assassinato do médico ortopedista Cláudio Mariano Alencar Barreira Braga, 55, encontrado dentro de um flat na avenida Beira Mar, no último domingo, 19. Agentes da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), da Coordenadoria de Inteligência (Coin) e da Delegacia de Proteção ao Turista (Deprotur), após investigações e com a ajuda de imagens do circuito interno do flat em que o médico morava chegaram até Robson Kelson Silva Duarte, de 22 anos, e em um adolescente de 16 anos. Segundo a Polícia, o adolescente confessou ter efetuado dois golpes com uma faca de cozinha no pescoço do médico.

O delegado Ricardo Romangnolli, diretor da DHPP, conta que o adolescente confessou que o crime foi premeditado. “O adolescente e o médico eram amigos. O jovem tinha livre circulação no flat da vítima. Encontramos, com o adolescente, vários pertences do médico, como pastas, celular, agendas, o documento do carro e dois cheques”, informa. 

Ainda conforme o delegado, Robson Kelson tinha ciência do homicídio e ajudou o adolescente a planejar o assassinato. Além do crime de homicídio, Kelson será indiciado por corrupção de menores. 

Os acusados foram encaminhados até a sede da Perícia Forense, para realizar exames de corpo de delito. De lá, o adolescente foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente e Robson Kelson, para o sistema prisional.

O crime
O caso ocorreu por volta das 14h30min do último domingo, 19. Segundo a Polícia, os familiares afirmaram que o médico estava desaparecido há dois dias e resolveram arrombar a porta do flat onde ele morava e encontraram o corpo do médico.

O carro dele havia sido levado, mas foi recuperado ontem no bairro Castelo Encantado, na sede da Secretaria Regional II, sem as duas rodas dianteiras. A vítima era ortopedista e traumatologista, funcionário da Prefeitura desde 1996. O médico foi diretor do Hospital Distrital Maria José Barroso de Oliveira, o Frotinha da Parangaba, entre abril de 2013 e abril de 2014.
 
Redação O POVO Online 

TAGS