PUBLICIDADE
Notícias

Obras de arte são leiloadas para arrecadar dinheiro para o Iprede

Leilão virtual vai até o dia 29 de outubro, quando ocorre uma cerimônia na sede do órgão para o lance final das fotografias, pinturas e desenhos de artistas consagrados

19:05 | 28/10/2014
NULL
NULL

Mais de 70 obras de arte serão leiloadas para arrecadar fundos para o Instituto da Primeira Infância (Iprede), que desenvolve ações sociais com crianças em situação de miséria. A curadoria é do fotógrafo Celso Oliveira e a iniciativa reúne fotografias, pinturas e desenhos de artistas consagrados do Ceará. Os lances variam de R$ 600 até R$ 3 mil e os objetos podem ser arrematados no site do Instituto.

Fundado em 1986 como Instituto de Prevenção da Desnutrição e da Excepcionalidade, além de ações de arrecadação de alimentos, o centro atualmente integra atividades culturais e profissionalização para as mães de jovens e crianças necessitadas. A ideia do leilão veio do voluntário e fotógrafo Celso Oliveira, que aproveitou a proximidade do Natal para sensibilizar o público. “As pessoas ficam com o coração mais aberto e é uma forma de unir a arte com solidariedade”, explica.

O dinheiro da maioria das obras será doado integralmente ao Instituto, que expõe os quadros em sua sede, na rua Professor Carlos Lobo, na Cidade dos Funcionários. Os visitantes podem ver as obras de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e nos sábados, até às 12h. O lance final está marcado para o dia 29 de novembro, quando será feita uma cerimônia no local, às 17h, com a presença de todos os artistas voluntários.

“Na verdade, a maior remuneração é ver o sorriso das crianças que o Iprede auxilia, queremos que esse leilão ocorra todos os anos, para estreitar a relação da cultura com esse sentimento de ajuda ao próximo”, defende Celso. Para o médico Sulivan Mota, presidente do Iprede há oito anos, a preocupação com o outro acaba sendo uma realização pessoal, muito mais valiosa até do que o auxílio prestado aos necessitados.

“Eu acho que tive uma influência muito forte do meu pai para começar a enxergar o outro. Eu vi que o que nos faz humanos não é nosso corpo, mas o que fazemos, como nos posicionamos para ajudar as pessoas que precisam. E quando ajudamos, acabamos fazendo um bem ainda maior para nós próprios”, detalha Sulivan.

História
Segundo o presidente do Iprede, o instituto começou apenas com doação de cestas básicas e hoje já realiza projetos junto às mães das crianças que necessitam de assistência. “Esse vínculo entre mãe e filho é muito precioso e reconhecemos isso com um trabalho social, de educação. Além do cunho artístico do nosso leilão, temos o estímulo da cultura. As crianças passam a ter acesso à arte plástica e à fotografia”, completa.
[VIDEO1]
Serviço
Leilão virtual no link
Catálogo online de obras
Endereço Iprede
Rua Professor Carlos Lobo, 15 - Cidade dos Funcionários, Fortaleza-CE - Brasil
Telefone: (85) 3218-4000
Email.: [email protected]
Fax: (85) 3218-4047


Redação O POVO Online

TAGS