PUBLICIDADE
Notícias

Dragão do Mar sedia debate sobre o Nordeste

Os convidados do evento são o ator Sérgio Maberti, o historiador Frederico Pernambucano de Mello, o presidente Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, e o fotógrafo Tiago Santana

17:47 | 31/10/2014
NULL
NULL

Atualizada às 16h, em 3 de novembro

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura promove nesta quarta-feira, 5 - Dia Nacional da Cultura Brasileira - a partir das 19h30, no Teatro Dragão do Mar, o debate "Nordeste: Matriz da Cultura Brasileira". Os convidados para a mesa redonda do evento são o ator Sérgio Mamberti, o presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, e o fotógrafo Tiago Santana. A mediação será realizada pelo diretor institucional do Grupo de Comunicação O POVO, Plínio Bortolotti. A entrada é gratuita.

A reunião para debater sobre o Nordeste ocorre em um momento em que se questiona a contribuição da região na construção cultural do Brasil. O debate tem como objetivo fortalecer os discursos sobre a importância da região para o país. O público poderá entender um pouco por que a cultura nordestina é tão original e forte em diferentes linguagens da arte e da cultura: música, cinema, dança, teatro, literatura, artes visuais etc.

O presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, traz o recorte do Ceará. O fotógrafo Tiago Santana, autor da recém-lançada publicação “Céu de Luiz” – em que traz as imagens do sertão que inspirou Luiz Gonzaga - apresenta ao público a força da imagem e da paisagem na construção do imaginário do Brasil.

O ator e diretor Sérgio Mamberti debaterá sobre a conjuntura geral da cultura nordestina dentro do contexto da cultura brasileira. No período de 2003 a 2013, ele atuou no Ministério da Cultura como Secretário da Identidade e da Diversidade Cultural, Presidente da Fundação Nacional de Artes e Secretário de Políticas Culturais.

"A gente vive um momento de discussão sobre o papel do Nordeste nesse período da eleição e tem sofrido uma onda de preconceito. Tradicionalmente, realizamos no dia 5 de novembro, Dia Nacional da Cultura Brasileira, uma mesa redonda sobre politica e cultura. Então, resolvemos discutir sobre o Nordeste na matriz da cultura do brasileiro", disse Paulo em entrevista ao O POVO Online.

Responsável pelo recorte do Ceará, Paulo vai abordar o processo de crescimento econômico do estado e a importância das culturas do vaqueiro e do índio. "As entradas no Ceará ocorreram pelos sertões, no Cariri e em Jaguaribe. Eles configuram o processo de colonização do sertão para a cidade e não do litoral para dentro. As figuras antropológicas que representam esse período são o vaqueiro e a cultura indígena", conta ele.

Apresentações culturais
Após o debate, será realizado o show do mestre Zé Pio, um dos mais importantes representantes da cultura popular no Ceará, que já foi diplomado como Mestre da Cultura em 2005 pela Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult). O reisado é uma herança de sua arte. Outras atrações tipicamente nordestinas ainda serão confirmadas.

Mestre Zé Pio traz a brincadeira de bumba meu boi, com vaqueiros, capitão índias, reis, rainhas. Sem contar a percussão bem nordestina de tambores, tarol, caixa, pandeiro, violão e as respostas das rimas improvisadas pelo Mestre.

Mesa redonda - "Nordeste: Matriz da Cultura Brasileira"
Onde: Teatro Dragão do Mar (rua Dragão do Mar, 81 - Praia de Iracema)
Horário: 19h30
Quando: dia 5 de novembro
Entrada: *gratuita (sujeito à lotação)
Mais informações: 3488-8600

TAGS