PUBLICIDADE
Notícias

Casal recebe foto de cena de amor flagrada por repórter do O POVO

Nesta sexta-feira, o casal visto em cenas de amor pela fotojornalista do O POVO Tatiana Fortes recebeu, de presente, a fotografia impressa. Os dois se preparavam para sessão de fotos para o casamento

08:22 | 25/10/2014
NULL
NULL

Quando o sol cai sobre o mar no fim de tarde, enfeita - sem querer - os olhos de Karine Magalhães e Tiago Bastos, ambos de 27 anos. Pelo menos três vezes por semana o casal se encontra ali para caminhadas na avenida Beira Mar. Na sexta-feira, 17, o passeio teve outro motivo: foi aquele o cenário escolhido pelos dois para marcar o início da vida de casados.

Por isso os balões, as roupas especiais e a ansiedade diferente no peito. A fotógrafa contratada pelos noivos estava longe o suficiente para que as trocas de carinho não se forçassem.

Mais distante ainda, os beijos de Karine e Tiago encontraram as lentes de Tatiana Fortes, fotojornalista do O POVO. Ela foi ao local para cobrir outra pauta e se surpreendeu com as cenas de afeto entre os dois. As imagens foram lançadas nas redes sociais do O POVO e, junto a elas, o desafio: encontrar os noivos para presenteá-los com a fotografia impressa.

Eis que eles apareceram. Karine soube que o beijo em Tiago ganhou o mundo virtual pelo aviso de uma prima. "Ela me marcou no Facebook. Quando vi, me emocionei ao saber que uma pessoa de fora percebeu, em nós, um sentimento tão sincero", comenta a advogada.

Ainda surpresa, ligou para o futuro marido, querendo contar a novidade. "Estamos famosos", escutou Tiago ao telefone, sem entender muito a euforia da noiva. Ela falou da repercussão e da promessa de presente que se cumpriu. Nesta sexta-feira, dia 24, os dois vieram à sede do Grupo de Comunicação O POVO para receber, em papel, a imagem que motivou boas surpresas à Karine.

[FOTO2]

 

 

 

 

 

 

 

Casamento
"Não teria outro caminho. A gente se encontraria em outro dia, em outra vida". As palavras são de Tiago quando recorda dia em que Karine lhe apareceu pela primeira vez. Foi numa rápida saída a um bar, há sete anos. Caseiros, eles não tinham costume de estar fora de casa, mas o destino quis fazer diferente naquele dia.

Do encontro, surgiu uma amizade incomum. A afinidade transformou, devagar, o nobre desconhecido Tiago em melhor amigo de Karine. "Eu gostava muito do jeito, da companhia dela, mas, para mim, a gente seria só amigo", relembra.

Tiago, porém, queria mais. Conversas e confissões se aguentaram por um ano, até que ele a pediu em namoro. "Do nada", ela diz. Karine não conseguiu responder; foi tomada por uma crise de riso de três meses. Até que aconteceu o primeiro beijo, tão inesperado quanto o pedido.

Depois de meses de chamego, Tiago nem precisou reforçar o desejo de chamar Karine de namorada. Perceberam-se assim. Como agora, após sete anos, surgiu no coração dos dois a vontade de se chamar por outro nome. Precisavam casar.

"A gente estava com a necessidade de constituir família, de ter filhos, morar junto. Aquela vontade de não dar tchau quando se vai embora", ela define.

Pois o desejo vem se cumprindo dia a dia. Eles já têm apartamento e brincam de organizar a vida. As mãos já cuidam dos detalhes de cada canto. A mesa dos almoços de domingo tomou lugar, assim como os papéis de parede. E tudo vai se arrumando para que, na primeira sexta-feira de novembro, eles digam "sim". Neste dia, todos os sorrisos de Karine e Tiago serão como fim de tarde à beira-mar.

TAGS