PUBLICIDADE
Notícias

Professores da Urca decretam nova greve

Ainda segundo Augusto Nobre, o retorno dos professores da Urca a greve pode ter sido a primeira das Universidades Estaduais do Ceará

12:32 | 12/09/2014
NULL
NULL

Os professores da Universidade Regional do Cariri (Urca) decidiram em uma assembleia realizada na última quarta-feira, 10, retomar a greve, suspensa em janeiro de 2014, na próxima segunda-feira, 15.

 Segundo Augusto Nobre, presidente do Sindicato dos Docentes da Urca (Sindurca), a greve é causada pelo não cumprimento do acordo feito por parte do Governo do Estado. As principais reivindicações são a posse imediata dos 26 professores já convocados pela Universidade e um calendário definido para a realização de outro concurso para o preenchimento de 122 vagas.

[SAIBAMAIS1]“Estamos cobrando basicamente duas coisas que foram acertadas com ele [Cid Gomes, governador do Estado]: A liberação da contratação de 26 professores aprovados nos concursos anteriores. Esses professores já foram chamados pela Universidade, fizeram todos os exames, entregaram a documentação exigida pelo Governo e esperam desde o mês de março pela posse, que consiste na publicação no Diário Oficial do Estado”, afirmou o presidente do sindicato.

 Ainda segundo Augusto Nobre, o retorno dos professores da Urca a greve pode ter sido a primeira das Universidades Estaduais do Ceará, já que os três sindicatos (Sinduece, Sindiuva) trabalham em conjunto.

 “Os três sindicatos atuam em conjunto. Cada sindicato já fez a primeira assembleia e realizará a segunda. Existe a perspectiva de que, se o governador não resolver a situação até a realização da próxima assembleia, eles também retornem a greve.”,  revelou Augusto Nobre.

 Em nota emitida em seu site oficial, a Urca afirma que, mesmo diante da greve, todas as atividades administrativas, de pesquisa e a realização do próximo processo seletivo serão mantidas normalmente, além de assegurar o pagamento das bolsas universitárias.

 

Redação O POVO Online

TAGS