PUBLICIDADE
Notícias

Motoristas e cobradores de empresa que opera no Conjunto Ceará estão paralisados

Uma assembleia, realizada na manhã deste sábado, decidiu que os trabalhadores da empresa continuarão paralisados em protesto pela morte do funcionário

14:48 | 13/09/2014

Atualizada às 18h23

Motoristas e cobradores da empresa Siará Grande estão de braços cruzados durante todo o dia deste sábado, 13, em protesto pela morte do cobrador João Batista Queiroz Silva, 21, atingido por tiros na noite da última sexta-feira, 12, durante o expediente.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), Domingo Neto, os funcionários que estavam no terminal do Conjunto Ceará foram para o velório na residência da vítima.
[SAIBAMAIS 1]
Uma assembleia, realizada na manhã deste sábado, decidiu que os trabalhadores da empresa continuarão paralisados em protesto. De acordo com o presidente, às 17h seria realizada uma nova assembleia com a diretoria do sindicato para decidir novos rumos da mobilização, mas não ocorreu. Pela manhã deste domingo, 14, a diretoria do sindicato vai estar no terminal com os motoristas e cobradores.

Crime

A vítima trabalhava em uma das cabines de entrada do terminal de ônibus. Segundo o tenente-coronel Nascimento, da Polícia Militar, responsável pelo patrulhamento da área, está descartada a hipótese de assalto já que o funcionário havia registrado boletim de ocorrência em razão das ameças que recebia no bairro Antônio Bezerra.

 

Redação O POVO Online

TAGS