PUBLICIDADE
Notícias

Policiais do Ronda do Quarteirão e acusado trocam agressões no Conjunto Ceará

A delegacia que registrou o caso afirma que houve troca de agressão entre dois policiais do Ronda do Quarteirão e um corretor de seguros preso por dirigir embriagado, atropelar duas pessoas e desacatar as autoridades

15:27 | 04/08/2014
NULL
NULL

Atualizada às 21h30min

Na manhã da última sexta-feira, 1º, Marcos David de Oliveira Ferreira, 32, foi apreendido por policiais do Ronda do Quarteirão, da viatura RD 1131, no Conjunto Ceará, por estar dirigindo embriagado e ter atropelado duas pessoas, que não morreram. Segundo o 12º Distrito Policial (DP), onde o caso foi registrado, ao ser apreendido, o acusado ofendeu os policiais e começaram a brigar na rua.

Não há informações sobre o porquê dos populares chamarem o Ronda do Quarteirão ao invés da Autarquia Municipal de Trânsito e Serviços Públicos (AMC).

O homem se encontra preso na delegacia onde o caso foi registrado. Segundo o inspetor policial do 12º DP, Roberto Evaristo, o acusado é corretor de seguros, e ele foi preso por ter atropelado duas pessoas, conseqüência de estar andando alcoolizado. Ao ser capturado pelos policiais, ele desacatou as autoridades e o conflito corporal se iniciou.

Segundo informações da delegacia, o homem começou a agressão verbal após os policiais tentarem colocá-lo dentro da viatura. Com a resistência do acusado, os policiais usaram a força corporal para mantê-lo capturado.

Marcos David de Oliveira chegou à delegacia com uma lesão no olho esquerdo e com arranhões no rosto. Ele não tinha antecedentes criminais.

Versão da Polícia  <br>O tenente coronel Fernando Albano, porta-voz da Polícia Militar, disse que um dos policiais foi mordido pelo homem e que, por isso, ele reagiu ao ato. Albano ressalta que o caso está sendo investigado para saber se os policiais se excederam ou não nas agressões. 

As informações foram repassadas pelos próprios policiais do Ronda, na tarde desta quarta. "O homem apresentava visíveis sintomas de ingestão de álcool e, após atropelar duas pessoas, teve prisão decretada por desacato, embriaguez ao volante e lesão corporal contra o policiais e as pessoas que foram atingidas com o carro", explicou o coronel.

Ainda segundo Albano, as imagens do circuito externo e interno da viatura do Ronda foram solicitadas e serão usadas como provas. Caso será encaminhado para a Controladoria Geral de Disciplina (CDG).

TAGS