PUBLICIDADE
Notícias

Paciente ganha na Justiça tratamento de plano de saúde

Cliente não teve autorização do Bradesco Saúde para o tratamento necessário para um câncer do tipo linfoide, mesmo com pagamento em dia. Juiz considerou caso grave

19:24 | 06/08/2014
O juiz Josias Menescal Lima de Oliveira, titular da 12ª Vara Cível do Fórum Clóvis Beviláqua, determinou que o Bradesco Saúde S/A autorize os procedimentos necessários para transplante de medula óssea em paciente diagnosticado com câncer. Decisão, publicada no Diário Oficial da última sexta-feira, 1°, é favorável ao cliente, que não recebeu serviço após pagamento de mensalidade.


Segundo o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), o paciente aderiu ao plano em janeiro de 2012, mesmo mês em que acabou descobrindo ser portador de linfoma, um tipo de câncer que ataca células de defesa do organismo. Ele solicitou autorização do banco para os tratamentos de “mobilização de medula óssea para transplante de medula óssea autogênico” e “coleta de célula tronco por processadora automática”.

Após um mês sem respostas da instituição, o paciente ajuizou ação na Justiça para receber o tratamento. Na última semana, o magistrado responsável pelo caso considerou o caso grave e autorizou os procedimentos necessários. “Mais do que um mero direito, está-se, aqui, a se discutir uma vida que, se perdida, não poderá ser recuperada”, determinou Menescal.

O POVO Online tentou entrar em contato com a assessoria do Bradesco, em São Paulo, mas as ligações ainda não foram atendidas.

Redação O POVO Online com informações do TJCE

TAGS