PUBLICIDADE
Notícias

Governo Federal assina contratos para obras de saneamento no Ceará

Os contratos totalizam R$ 124,6 milhões do Orçamento Geral da União. Obras devem acontecer nas cidades de Sobral, Crato e Quixeramobim

18:03 | 26/08/2014

O ministro das Cidades, Gilberto Magalhães Occhi, assina nesta terça, 26, cinco contratos para obras de saneamento nos municípios de Sobral (250,3 km de Fortaleza), Crato (504,4 km da Capital) e Quixeramobim (206,1 km de Fortaleza), no Ceará. O total dos contratos é de R$ 124,6 milhões do Orçamento Geral da União (OGU). As assinaturas vão possibilitar o início do processo de licitação para posterior execução das obras.

 

Os dois contratos assinados com o município de Sobral somam R$ 23,4 milhões, sendo R$ 13,1 milhões para a ampliação do sistema de abastecimento de água na sede do município e R$ 10,2 milhões para implantação do sistema de esgotamento sanitário no distrito de Taperuaba.

 

A obra do sistema de abastecimento de água na sede de Sobral contempla também a ampliação da estação de tratamento de água de Sumaré V em 200 litros por segundo, a implantação de captação superficial no rio Acarau, a construção de 1.947 m de adutora de água bruta de 500 mm e a construção de reservatórios e de uma estação de tratamento de lodos e leito de secagem. A previsão é de que o sistema beneficie aproximadamente 115.000 habitantes.

 

A implantação do sistema de esgotamento sanitário no Distrito de Taperuaba, em Sobral, prevê o atendimento de 6.186 habitantes. A obra conta com a implantação de 9.130 metros de rede coletora, quatro estações elevatórias, 1.312 ligações domiciliares, 1.157 ligações intradomiciliares,  590 módulos sanitários e uma estação de tratamento de esgotos compacta com a capacidade de tratamento de 8,59 litros por segundo.

 

Para o município de Crato estão destinados R$ 77,2 milhões. Serão R$ 49,7 milhões para a ampliação da 1ª etapa do sistema de abastecimento de água na sede do município e R$ 27,5 milhões para a implantação da 1ª etapa do sistema de esgotamento sanitário-Bacia do Granjeiro – Sub-bacia 12 da sede municipal.

 

A 1ª etapa da ampliação do sistema de abastecimento de água na sede do município contempla a implantação de captação superficial com vazão de 36 m³/h, 19,8 quilômetros de adutora, sistema de reservação (reservatório apoiado, reservatório elevado e caixa de Passagem), além de 47,2 quilômetros de rede de distribuição de água e ligações prediais. O sistema irá beneficiar cerca de 36.000 habitantes.

 

Com a implantação da 1ª etapa do sistema de esgotamento sanitário – Bacia do Granjeiro - Sub-bacia 12 da sede municipal, a expectativa é de 35 mil habitantes sejam beneficiados.  A obra inclui a implantação de 18 quilômetros de rede coletora, uma estação elevatória, 764,18 m de emissários de recalque, coletores, uma estação de tratamento de esgoto com vazão de 152,76 L/s para final de plano, composta de uma lagoa anaeróbia mais uma lagoa facultativa, 2.362 ligações prediais e 2.200 ligações intradomiciliares.

 

No município de Quixeramobim, o recurso é de R$ 24,036 milhões para ampliação do sistema de esgotamento sanitário na sede municipal. Serão implantados 57,7 quilômetros de novas redes coletoras de esgoto sanitário em oito sub-bacias, cinco estações elevatórias, 2,5 quilômetros de linhas de recalque, 5.507 ligações prediais e 634 ligações intradomiciliares.  Ao todo, 27.535 habitantes serão beneficiados com a obra.

 

Redação O POVO Online 

TAGS