PUBLICIDADE
Notícias

Clientes se sentem prejudicados com nova lei de estacionamento

Valor do estacionamento na Rodoviária de Fortaleza subiu com a cobrança fracionada. Cliente acha que a permanência dos veículos ficará inviável com o aumento

10:26 | 12/08/2014
Entrou em vigor em alguns estabelecimentos e até nas rodoviárias a nova forma de cobrança fracionada nos estacionamentos. No caso da Rodoviária de Fortaleza, alguns clientes não estão felizes com os valores, que subiram após a implementação da lei. A direção do Terminal Rodoviário Eng. João Thomé informa que lei permite o novo aumento.

“Eu entendo que está de acordo com a lei, mas acho sem nexo e atrapalha a vida de algumas pessoas”, defende Sávio Chaves, cliente do Terminal Rodoviário Eng. João Thomé. Ele conta que viaja todos os finais de semana, deixando o veículo no local de sexta até a madrugada de segunda.

“Antes eu pagava R$ 16 pelo fim de semana inteiro, fui surpreendido quando nesse fim de semana o valor deu R$ 143,80”, comenta. Sávio disse que recebeu um desconto do local por não ter conhecimento sobre a vigência da nova cobrança, mas diz que o novo valor é inviável. “Não tem condições o cliente pagar isso, é um preço muito alto”, reclama.

Em contato com a redação, a administração do Terminal Rodoviário Eng. João Thomé informou que a mudança está de acordo com a Lei sancionada em abril, com a cobrança de 1/4 do valor da hora integral a cada 15 minutos. No local, a permanência de 12 horas custa R$ 28,80 e 24 horas passou para R$ 57,60.

Redação O POVO Online

TAGS