PUBLICIDADE
Notícias

Prefeitura tenta ação para impedir greve dos professores

Em assembleia realizada em14 de julho, os professores decidiram paralisar as atividades a partir desta sexta-feira, 1º

14:39 | 31/07/2014

A Prefeitura Municipal de Fortaleza tenta uma ação para impedir que professores municipais entrem em greve nesta sexta-feira, 1º.

 A Procuradoria Geral do Município de Fortaleza (PGM) ainda apura informações oficiais sobre o projeto. 

 Os docentes decidiram pela paralisação das atividades em assembleia realizada na manhã do dia 14 de julho. Professores afirmam que a greve se dá por falta de resposta a uma pauta de reivindicações pendentes.

[SAIBAMAIS1] 

 Pauta de reivindicações:
- Reajuste do Vale Alimentação para 15 reais;
- Pagamento da diferença de 4,9% do custo aluno retroativo a janeiro;
- Pagamento dos anuênios atrasados;
- Concurso Público imediato, contra o precário regime de contratação de professores substitutos;
- Contra a meritocracia, prêmios a alunos, professores e escolas;
- Contra a redução de direito estatutário – pela manutenção do direito a redução da carga horária, previsto no estatuto atualmente;
- Pela manutenção dos anuênios e progressão por tempo de serviço.
- Pagamento do valor do passcard em dinheiro.
- Ações judiciais aprovadas:
- Ação de cobrança do reajuste dos trabalhadores em educação como determina a Lei 11738/08, que utiliza o percentual de crescimento do custo aluno, publicado no DOU, consolidado no valor de 13%;
- Ação de Execução cobrando a multa de 1000 por dia pelos servidores que a PMF não implantou os anuênios em 2013;
- Ação de cobrança em dinheiro, da hora atividade não implantada conforme a lei 11738/08.

 

 Mais informações em instantes.

Redação O POVO Online

TAGS