PUBLICIDADE
Notícias

Liminar suspende greve dos professores

Docentes decidiram pela paralisação das atividades afirmando descaso com pauta de reivindicação. Desembargadora entendeu que alunos seriam prejudicados

22:02 | 31/07/2014

Atualizada às 22h30min

A Prefeitura Municipal de Fortaleza conseguiu liminar para impedir que os professores municipais entrem em greve nesta sexta-feira, 1º. Foi estabelecida multa diária de R$ 100 mil para cada um dos sindicatos que descumprirem a determinação. Aglomerações que possam prejudicar as atividades, num raio de 200 metros dos estabelecimentos de ensino, também ficam suspensas.

A liminar, que teve relatoria da desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, considera que o Município de Fortaleza tem interesse em negociar com a categoria. "Não se pode negar que se encontra em curso um esforço por parte de todas as entidades envolvidas para tentar contornar a situação", diz o documento.

[SAIBAMAIS 1] Ainda segundo o texto, com a greve proposta, "seria sonegado aos alunos o direito à prestação de serviço essencial de educação". "Tampouco sofreriam os professores prejuízos imediatos a tornar premente a deflagração do movimento grevista, pois se está fazendo uso da paralisação como forma de pressão para melhoria de condições de trabalho", completa. 

A desembargadora estabelece ainda a realização de uma audiência de conciliação, na sala de sessões de julgamento das Câmaras Criminas. Reunião está marcada para a próxima quarta-feira, 6, às 9 horas. 

Paralisação  <br> Os docentes decidiram pela paralisação das atividades em assembleia realizada na manhã do dia 14 de julho. A categoria reivindica, de acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação do Ceará (Sindiute), pagamento de 4,9% do piso salarial, retroativo a janeiro; reajuste do vale-alimentação de R$ 7,50 para R$ 10; realização imediata de concurso, dentre outros pontos.

Redação O POVO Online

TAGS