PUBLICIDADE
Notícias

Agente da AMC é agredida por torcedores após aplicar multa; categoria paralisa atividades por 3h

Os trabalhadores do órgão cruzaram os braços por três horas após reunião no início desta manhã

09:04 | 16/07/2014
NULL
NULL

Atualizada às 11h25min

Agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania de Fortaleza (AMC) paralisaram as atividades por três horas na manhã desta quarta-feira, 16 (das 6h as 9h), devido a uma agressão sofrida por uma colega de trabalho após o jogo do Ceará, no estádio Presidente Vargas (PV), na noite desta terça-feira. Na ocasião, o time cearense foi derrotado por 3 a 1 e perdeu a liderança da Série B do Campeonato Brasileiro.

Segundo o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), a agente, que pediu para não ser identificada, foi cercada e agredida por um grupo de torcedores depois de ter aplicado uma multa no veículo de um deles, nas proximidades do PV. Ela ficou bastante machucada no rosto. Um Boletim de Ocorrência (B.O) sobre o caso foi registrado em uma delegacia próxima ao PV. 

Ao tomar conhecimento do caso, os agentes cruzaram os braços após uma reunião no início desta manhã. A categoria reclamou que a agente não teve nenhuma assistência do órgão ao prestar os esclarecimentos na delegacia e tratar dos ferimentos. Os trabalhadores exigiram um encontro com a presidência do órgão para tomar providências sobre o caso e pedir mais segurança no exercício do trabalho. 

Procurada, a AMC informou que os agentes foram recebidos pela presidência para falar sobre o ocorrido. O órgão ressaltou que os agentes já contam com o acompanhamento da Polícia em todas as operações e que tem também um setor jurídico, onde disponibiliza advogado para ajudar os agentes. No entanto, na noite desta terça, nenhum advogado do órgão teria sido acionado.

Em nota, a AMC disse também que "repudia toda e qualquer violência contra um servidor público no exercício de sua função". O órgão esclareceu ainda que "prestará toda a assistência à referida servidora bem como fará o acompanhamento da ação criminal para que haja exemplar punição aos agressores."

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que ainda não tem conhecimento sobre o caso e prometeu retorno ainda nesta quarta-feira.

Redação O POVO Online

TAGS