PUBLICIDADE
Notícias

Saiba como evitar danos ao meio ambiente

No Dia Mundial do Meio Ambiente, O POVO Online listou algumas mudanças de hábito que podem fazer toda a diferença para a sustentabilidade do planeta

00:41 | 05/06/2014

Nesta quinta-feira, 5, é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, ocasião em que a sociedade deve voltar suas atenções para ações e políticas de preservação ambiental. A data é uma alusão ao dia em que a Organização das Nações Unidas inaugurou, na Suécia, a Conferência de Estolcomo sobre Ambiente Humano, em 1972.

Desde então, os países utilizam a data para promover ações de conscientização ambiental, capacitando as pessoas para que se tornem agentes do desenvolvimento sustentável, garantindo um futuro mais seguro e próspero para o planeta. E você, já sabe como fazer sua parte para ajudar o meio ambiente?

[SAIBAMAIS 5] Pequenas mudanças em nossos hábitos podem fazer toda a diferença, desde a separação correta do lixo, até o desligamento de aparelhos da tomada e economia de água durante os afazeres domésticos. Nas empresas, que tal estimular os colaboradores a evitar o consumo exagerado de papel e copos plásticos?

No trânsito, também é possível adotar atitudes mais sustentáveis, evitando o uso de veículos automotores, que emitem poluentes, nos trajetos mais curtos. Em tempos de incertezas sobre a circulação dos ônibus de Fortaleza, é hora de começar a pensar em andar a pé, ou até tirar o mofo da bike esquecida no garagem.

Todos os dias, consumimos em média 40 litros de água, conforme dados da World Wide Fund for Nature (WWF), organização não governamental que atua na conservação e recuperação ambiental. Outro consumo vultuoso é relacionado à energia elétrica. No Brasil, a maior parte da energia é produzida por hidroelétricas, que exigem a construção de barragens, o que, conforme a WFN, implica diretamente na redução de florestas.

Confira as dicas para se ter uma vida mais sustentável, logo abaixo:

Consumo
- Evite substituir aparelhos que agregam alta tecnologia desnecessariamente;

- Reduza o consumo de produtos descartáveis;

- Procure adquirir produtos “verdes”, de empresas que estejam envolvidas em programas de responsabilidade socioambiental e certificação ambiental;

- Verifique na embalagem dos produtos orgânicos se há registro do IBAMA ;

- Quando comprar palmito em conserva, verifique no rótulo o número de registro no IBAMA;

- Não compre orquídeas e bromélias à beira das estradas, pois podem ter sido retiradas da floresta, de forma predatória;

- Prefira plantas vendidas em lojas e supermercados, cultivadas por produtores legalizados;

- Dê preferência aos móveis e madeiras que são feitos de pinho e verifique se o comerciante possui documentos de que a madeira é certificada com o selo FSC (www.fsc.org.br)

- Nunca compre animais silvestres. Caso queira adquiri-los, procure certificação do IBAMA.
Alimentação

- Prefira alimentos de agricultura orgânica, como frutas, verduras, legumes e cereais ;

- Evite o alto consumo diário de proteínas (carne animal), de produtos industrializados e de fast food. Além de uma dieta mais saudável, você irá evitar a produção de muitas embalagens, que logo viram lixo;

Hábitos
- Procure conhecer as chamadas “viagens sustentáveis”, com estadia e transportes coletivos;

- Comece a separar o lixo corretamente, entregando depois Pontos de Entrega Voluntária (PEV) ou aos catadores e às cooperativas de reciclagem. Comece separando o lixo entre seco (reciclável) e o úmido (orgânico). Parte do lixo seco pode ser encaminhado para a reciclagem e o lixo orgânico, por sua vez, pode ser destinado à compostagem;

- Otimize o uso de equipamentos eletrodomésticos como geladeira, televisão e outros, evitando ter um equipamento por pessoa;

- Adote equipamentos e tecnologias que reduzem o consumo de água e energia;

- Procure identificar vazamentos em sua casa ou no seu bairro;

- Evite o uso da mangueira para limpar calçadas ou lavar o carro e junte roupas para lavar e passar;

- Verifique na conta de água o total de metros cúbicos mensais e divida este número por 30 dias e pela quantidade de pessoas que moram em sua casa, estabelecendo uma meta de redução;

- Poupe energia e água com isolamentos térmicos, utilização de lâmpadas fluorescentes e aparelhos elétricos e eletrônicos com o selo PROCEL (que consomem menos energia);

- Desligue aparelhos, inclusive da tomada, quando não estiverem sendo utilizados;

- Reduza o uso do ar condicionado, privilegie sempre a iluminação de ambientes com luz natural e procure utilizar as escadas em vez do elevador

Transporte
- Evite andar de carro sozinho;

- Amplie suas formas de locomoção, utilizando bicicletas, percorrendo pequenos trechos a pé, privilegiando o uso de transporte coletivo ou organizando caronas;

- Faça a revisão de seu veículo particular, abastecendo ele com combustíveis alternativos (álcool, gás natural, biocombustível) e dirigindo com pneus calibrados;

- Repense o uso do avião, que despeja grande quantidade de carbono muito superior a de um carro

- Promova reuniões de trabalho via teleconferência, evitando grandes deslocamentos.

Fonte: WWF

Conferência
Na reunião de Stolcomo, em 1972, criaram-se vários documentos relacionados às questões ambientais, bem como um plano para traçar as ações da humanidade e dos governantes diante do problema.

A data se relaciona às pautas de poluição do ar, do solo e da água; desmatamento; diminuição da biodiversidade e da água potável, destruição da camada de ozônio, destruição das espécies vegetais e das florestas, extinção de animais, dentre outros.

Em Fortaleza, a programação de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente segue até sexta-feira, 6, e conta com plantio de mudas e palestras na Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), no bairro Cajazeira.

 

Redação O POVO Online

TAGS