PUBLICIDADE
Notícias

Policial e mais dez pessoas são presas por tráfico de drogas e homicídios

Operação foi iniciada após o homicídio, em outubro de 2013, de um integrante de grupo rival da quadrilha. Grupo atuava na Praia de Iracema, Moura Brasil e avenida Monsenhor Tabosa

17:46 | 26/06/2014
Uma operação da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) resultou na prisão de 11 integrantes de uma quadrilha de tráfico de entorpecentes, também acusada de homicídios, que atuava na Praia de Iracema, Moura Brasil e av. Monsenhor Tabosa. Além disso, dois adolescentes foram apreendidos. Um dos envolvidos é uma Policial Civil, escrivã do 33° DP. As informações sobre o caso foram divulgadas nesta quinta-feira, 26, em coletiva da Polícia Civil.

Investigação começou após o homicídio de Felipe Nathan de Lima Silva, assassinado com mais de cinco tiros em outubro de 2013, na comunidade Baixa-pau, na Praia de Iracema. Segundo a Polícia, Felipe era rival da quadrilha chefiada por Gabriela de Sousa Bonfim (“Gabi”), 28 anos, e pelo companheiro dela, Francisco Wescley Bento de Lima, conhecido como “Leleca”, 24 anos. Quadrilha atuava principalmente na área da Praia de Iracema, Moura Brasil e avenida Monsenhor Tabosa.

A Policial Civil, identificada como Graça Gadelha Bonfim, escrivã lotada no 33° Distrito Policial, é tia de Gabi e teve prisão preventiva decretada. Conforme o delegado Carlos Luiz Carlos Dantas, ela é acusada de envolvimento com a organização criminosa, violação de sigilo funcional, prevaricação e favorecimento pessoas. Após a prisão deles, a Polícia conseguiu capturar mais sete envolvidos com tráfico e apreender armas, munições e drogas.

Com exceção de Graça, todos tinham passagem pela Polícia por tráfico. Eles foram enquadrados da Lei de Organização Criminosa e vão responder por crimes de homicídio e tráfico ilícito de entorpecentes. Todos estão presos na DHPP. Os dois adolescentes apreendidos, uma meninas de 17 anos e um garoto de 15 anos, foram encaminhados à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).
[VIDEO1]
Presos
Na sexta-feira, 20, primeiro dia de Operação, além do casal e da escrivã, a Polícia prendeu Suelem Amorim, 27 anos, que seria responsável pelas finanças do grupo criminoso. Os acusados foram encontrados na rua Antônio Lima, na Praia de Iracema e no apartamento de Gabi, no bairro Aldeota. Nessa captura, foram apreendidos uma pistola calibre .380, 1 kg de cocaína30 kg de crack, bicabornato de sódio (para desdobramento de entorpecentes, segundo a Polícia), uma balança de precisão, mais de R$ 15 mil e uma carro Chevrolet de cor prata.

Além deles, foram capturados Graziele de Sousa Bonfim (“Ziza”), 27 anos, irmã de Gabi e apontada pela Polícia como responsável pelo controle da venda de drogas na avenida Monsenhor Tabosa e na favela Graviola. No sábado, 21, foram presos: Regina Lúcia de Sousa (“Lucinha), 38 anos, Eduardo Santos Silveira (“Dudu), 19 anos. Ambos são apontados como traficantes da organização da Gabi. Eles atuariam na Praia de Iracema e na comunidade Baixa Pau.

Tiveram mandados de prisão cumpridos os seguintes acusados: Lindeberg Sousa Mendes, 24 anos, Valfrísio de Carvalho Filho, 24 anos, e apontado como autor do homicídio de Felipe Nathan (citado acima). O terceiro dia de operação teve a prisão de Sílvia da Silva (técnica de enfermagem), 31 anos, e do seu companheiro, Antônio Israel da Silva Martins, 27 anos, que havia saído do presidio há apenas um dia. Na casa deles, foram apreendidos munição .40 e 38, carregador de pistola 040 , uma identidade falsa com a foto de Sílvia, 13 kg de substância para desdobramento de entorpecentes.

Redação O POVO Online com
informações da repórter Camila Holanda

TAGS