PUBLICIDADE
Notícias

Na primeira assembleia, motoristas e cobradores aceitam proposta de 10% de reajuste

Por enquanto, não haverá greve da categoria. A reunião da tarde definirá a situação

10:38 | 15/06/2014
NULL
NULL

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Ceará (Sintro) realizou uma assembleia na manhã deste sábado para apresentar à categoria a proposta de reajuste de 10% definida em reunião entre o Sintro e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), na última sexta-feira. A categoria aceitou a proposta. Outra assembleia será realizada à tarde. Os votos das duas assembleias serão somados para a decisão sobre a greve.

 "A gente não pode ser irresponsável e trazer mais prejuízo para a categoria. A luta não vai acabar por aqui", destacou Domingo Neto, presidente do Sintro, durante a assembleia deste domingo.

 Na reunião desta sexta-feira, o Sindiônibus apresentou as propostas de reajuste salarial de 10%, vale refeição de R$ 10 e cesta básica de R$ 90. O Sintro convocou duas assembleias neste domingo, 15, na sede do órgão, localizada na avenida da Tristão Gonçalves, às 9 e às 15h. Caso os trabalhadores aceitem as propostas, não haverá greve. Se rejeitarem, a paralisação será realizada nesta segunda-feira, 16, como já havia sido divulgado, e os sindicatos voltam a negociar.


Na manhã deste domingo, o terminal do Conjunto Ceará foi fechado por protesto de motoristas e cobradores que são contra a proposta. Essa paralisação não está sendo feita pelo Sintro. 

 Na manhã de sábado, parte dos motoristas, insatisfeita com a proposta de 10% de reajuste, fechou por cerca de uma hora o terminal do Papicu. A negociação entre Sintro e Sindiônibus foi realizada, na sexta-feira, com mediação da Superintendência Regional Trabalho e Emprego (SRTE/CE).

Redação O POVO Online com informações da repórter Camila Holanda

TAGS