PUBLICIDADE
Notícias

Justiça condena dois torcedores estrangeiros que quebraram cadeiras no Castelão

Acusados foram detidos em jogos da Copa sediados em Fortaleza. Eles só poderão deixar o País após pagamento mínimo estipulado pelo Juizado do Torcedor

16:26 | 26/06/2014
Os dois torcedores estrangeiros, que foram detidos por quebrarem cadeiras do estádio Castelão, nos jogos da Copa do Mundo 2014, foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE), conforme divulgado nesta quinta-feira, 26. Um alemão e um australiano naturalizado grego foram multados e só poderão deixar o Brasil após pagamento, segundo a decisão do Juizado do Torcedor e de Grandes Eventos de Fortaleza.

Após audiência, na última quarta-feira, 25, a juíza Maria José Bentes Pinto condenou o alemão Robert Richard Rexhaus a restituir à Arena Castelão a quantia de R$ 375,00, custo de uma cadeira danificada. Ele também deve pagar R$ 2.172,00, valor dividido em duas parcelas de R$ 1.086,00, para a Associação Peter Pan. O TJ-CE definiu que somente após o ressarcimento do dano e do pagamento da primeira parcela, ele poderá deixar o País.

O segundo acusado, o australiano naturalizado grego George Tratseles, deverá ressarcir a Arena Castelão em R$ 750,00 por ter danificado duas cadeiras. Além disso, foi estipulado o pagamento de R$ 1.448,00 à instituição Lar Beneficente Clara de Assis. Ele também só será autorizado a deixar o país com a comprovação do pagamento das duas quantias.

Durante a audiência, os dois estrangeiros aceitaram a suspensão condicional do processo, proposta pelo Ministério Público. O benefício é mantido se ambos não cometerem novos delitos e atendam exigências legais, como se apresentar mensalmente perante a autoridade judicial dos respectivos países e não se ausentar da cidade onde residem sem prévia autorização.

Detenções

Robert foi detido no jogo entre Alemanha e Gana, realizado no sábado, 21. Na defesa, ele alegou estar movido pela emoção do jogo, o que teria provocado o chute na cadeira da frente, “mas sem a intenção de quebrá-la”. George foi detido em jogo posterior, na última terça-feira, 24, entre Grécia e Costa do Marfim. Ele sustentou que foi empurrado por outros torcedores e, com a queda, acabou quebrando as cadeiras acidentalmente.

Na última quarta-feira, 18, o Juizado do Torcedor condenou outros dois estrangeiros, mexicanos, por desacato. Eles foram obrigados a pagar três salários mínimos, cada, por desacato a funcionário público e, no caso de um deles, também por resistência à prisão.

Redação O POVO Online

TAGS