PUBLICIDADE
Notícias

Acusado de assassinar os patrões em Aquiraz é condenado a 39 anos de prisão

20:09 | 11/06/2014
O caseiro Rômulo Ribeiro Coelho, acusado de assassinar os patrões em julho de 2010, foi condenado, nesta quarta-feira, 11, a 39 anos de prisão pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza. Inicialmente, a pena será cumprida em regime fechado. A determinação é da juíza Mônica Lima Chaves, titular da 1ª Vara da Comarca.

Marcos Sérgio de Andrade Ferrari e Maria Cristina Saad Studart foram assassinados no mês de julho de 2010, na casa de veraneio deles, na Prainha, em Aquiraz (RMF). À época, Rômulo Ribeiro Coelho trabalhava como caseiro na residência e teria executado as vítimas a pauladas e golpes de picareta.

A acusação, representada pelo promotor de Justiça Leonardo Gurgel Carlos Pires, sustentou que o réu praticou homicídio duplo, triplamente qualificado, e que se aproveitou da condição de caseiro para assassinar os patrões. A defesa, feita pela defensora pública Carolina Chaib Amorim de Carvalho, alegou que o crime foi praticado em legítima defesa.
Redação O POVO Online 

TAGS