PUBLICIDADE
Notícias

Morre mais uma vítima do acidente em Canindé

De acordo com o IJF, João Nunes chegou ao hospital com o braço bastante infeccionado

17:27 | 27/05/2014

O tombamento de um ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns, em Canindé, registrado no último dia 18, resultou na morte de mais uma pessoa que estava internada no Instituto Dr. José Frota (IJF). Segundo a unidade hospitalar, João Nunes da Silva morreu na madrugada de domingo, 25. Com mais essa vítima, sobe para 18 o número de mortos no maior acidente em rodovias do Ceará nos últimos 10 anos.

De acordo com o IJF, João Nunes chegou ao hospital com o braço bastante infeccionado. O quadro de saúde da vítima piorou e ele sofreu uma infecção generalizada, que causou sua morte.

O acidente
Segundo relato do motorista, que teve ferimentos leves e prestou depoimento na Delegacia de Canindé, o acidente aconteceu após a tentativa de desviar de uma motocicleta, que entrou na bifurcação existente na rodovia. O motorista perdeu o controle do veículo, que tombou e foi arrastado na via, parando num declive do acostamento.

Logo após a ocorrência, o boletim da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontou que o acidente havia deixado 18 mortos e 21 feridos. Porém, foi esclarecido o real número de mortes, registrando 17 mortes. Exames de DNA revelaram que parte de um corpo que se encontrava na Perícia Forense do Ceará (Pefoce) pertencia a uma mulher de 68 anos que havia sido sepultada em Canindé.

"Nós fizemos o exame de DNA em todos os restos mortais e ficou comprovado que o segmento inferior que tinha aqui era o da mesma mulher que havia sido enterrada em Canindé. Agora, está tudo concluído. Foram 17 mortos", disse na última sexta-feira, 23, o perito-geral da Pefoce, Maximiano Chaves.

Redação O POVO Online

TAGS