PUBLICIDADE
Notícias

Irmãos suspeitos de assaltar subtenente são assassinados

Dupla estaria com a pistola do subtenente Raimundo Arruda Melo, baleado no Jóquei Clube. Os jovens prestaram depoimento no 5° DP e horas depois foram mortos

11:59 | 28/05/2014
NULL
NULL

[SELOLEITOR] Dois irmãos suspeitos de atirar no subtenente Raimundo Arruda Melo foram assassinados na noite da última segunda-feira, 26, próximo ao local onde moravam, na região da Parangaba/Itaoca, em Fortaleza. Na mesma noite, eles haviam prestado depoimento no 5° Distrito Policial, no bairro Parangaba. A morte foi registrada horas depois, após os jovens realizarem exame residuográfico.

Segundo a Polícia, Francisco Carlos de Lima, 21 anos, e Francisco Rafael de Lima, 24 anos, foram detidos após investigações que apontavam que estariam com a pistola do PM, tomada de assalto na última quinta-feira, 22. O delegado Renê Andrade informou que os irmãos chegaram no 5° DP por volta das 18 horas e negaram envolvimento com o caso.

Após realizarem exame residuográfico no Instituto Médico Legal (IML), os jovens foram liberados e saíram do 5° DP acompanhados de familiares. Horas depois, a Polícia recebeu a informação de que os irmãos foram alvejados, próximo de casa. Na ação, a namorada de Francisco Carlos, Jéssica Nathalia dos Santos, 23 anos, também foi baleada.

Os irmãos vieram a óbito no local e Jéssica dói encaminhada ao Instituto Doutor José Frota (IJF). Ainda não há informações sobre o suspeito, mas conforme informações de familiares à Polícia, Rafael traficava drogas na região onde morava e possuía vários inimigos. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado Renê não soube precisar quando sairia o resultado do exame residuográfico, que confirmaria se os jovens atiraram ou não no subtenente. O documento será emitido pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Subtenente baleado
O subtenente Raimundo Arruda Melo foi abordado por três homens na última quinta-feira, 22, quando trocava o pneu do carro, no bairro Jóquei Clube. Segundo o Comando de Policiamento da Capital (CPC), Raimundo acabou reagindo e foi atingido na cabeça, no tórax e na região do quadril. Os assaltantes levaram a pistola ponto 380 do subtenente.

De acordo o IJF, o soldado continua em estado grave. Ele não apresentou evolução e está sob ventilação mecânica. Na última terça-feira, 27, o 5° caso de violência contra policiais foi registrado em uma semana. O PM, identificado somente como soldado Oliveira, lavava o carro em frente da casa onde mora, no bairro Serrinha, quando foi abordado por quatro homens armados.

O soldado conseguiu escapar e refugiou-se dentro de casa. Os homens, no entanto, alvejaram todo o carro dele e fugiram. Ninguém ficou ferido.

Esta matéria foi sugerida por um leitor pelo WhatsApp do O POVO, no número (85) 8201 9291. Mande você também informações em tempo real para O POVO. 

Redação O POVO Online

TAGS