PUBLICIDADE
Notícias

Escritor Nilto Maciel é encontrado morto em casa

21:30 | 30/04/2014
NULL
NULL

O escritor e pesquisador cearense Nilto Maciel, 69 anos, foi encontrado morto, nesta quarta, 30, em sua casa, no bairro Monte Castelo. De acordo com amigos do autor, Nilto, que morava sozinho, não respondia e-mails nem atendia telefonemas desde o último sábado, 26. Na terça-feira, 29, o escritor deveria ter aberto um encontro sobre literatura fantástica, que foi realizado no município de Sobral. Todavia, Nilto não apareceu.

Raymundo Netto, editor-adjunto das Edições Demócrito Rocha e amigo do escritor, participaria de uma mesa de debates com Nilto no mesmo evento. "Tinha falado com ele na sexta. Íamos viajar (para Sobral). Nilto não gostava de viajar sozinho. Tinha comprado as passagens, mas, na segunda-feira, não me respondeu. Hoje (quarta), por volta de meio-dia, ligou o professor Dimas Carvalho, organizador do seminário, para dizer que o Nilto não tinha ido", conta. Raymundo foi até a casa do pesquisador. "Bati no portão. Vi que o carro estava na garagem e a correspondência estava toda no chão, no jardim, molhada."

A Perícia Forense do Ceará (Pefoce) foi, então, acionada. Equipes do órgão depararam com o corpo do escritor na sala. Perto, havia uma poça de sangue. As luzes da casa estavam acesas e o computador, ligado. Uma mala repousava sobre o sofá. O laudo pericial deve ficar pronto em até 30 dias. Vindos de Brasília, familiares do escritor devem chegar a Fortaleza na manhã desta quinta, 1. O corpo será periciado nesta quinta, 1.

Nascido em Baturité, Nilto Maciel dedicava-se à literatura cearense. Organizou dois volumes de contos. Estreou com o livro Itinerário e foi co-editor da revista O Saco na década de 1970. Nilto deixa quatro filhas.

 

Redação O POVO Online

TAGS