PUBLICIDADE
Notícias

Crack e álcool são as mais consumidas por pacientes do Centro Integrado de Referência sobre Drogas

21:22 | 28/04/2014
NULL
NULL

Atualizada às 9h45min do dia 29.4

Crack e álcool, seguida de cocaína e maconha. Esse é o ranking do consumo de drogas em Fortaleza após mapa realizado pelo núcleo de Informação, Pesquisa e Banco de Dados da Coordenadoria de Políticas sobre Drogas (CPDrogas). O colhimento dessas informações são feitos através de pacientes atendidos presencialmente no Centro Integrado de Referência sobre Drogas e pelo teleatendimento.

De acordo com o levantamento, o crack é a droga mais consumida na Capital cearense quando o dependente faz o uso exclusivo de uma só droga. Ainda segundo o relatório, 82% dos usuários são do sexo masculino e 76% têm entre 19 e 45 anos. A maioria dos usuários possui ensino fundamental incompleto e mora nas regionais IV, V e VI.

Para a a titular da CPDrogas, Juliana Sena, a pesquisa é fundamental para embasar futuros projetos de reabilitação desse público. "Estamos trabalhando com um plano de ações integradas, no qual a prevenção, o tratamento e a ressocialização caminhem juntos no enfrentamento às drogas na cidade", detalhou.

Juliana informou que há usuários de diferentes faixas etárias, de vários níveis de escolaridade e de classes sociais mais abastadas. "As causas (do uso) são as mais diversas. Existe inúmeros fatores psicológicos, emocionais, genéticos, sociais, entre outros que ocasionam um indivíduo a se tornar dependente químico".

"Rompa o silêncio, ligue e peça ajuda"

O contato no teleatendimento para solicitar tratamento de dependentes pode ser feito através do 0800 032 1472 de domingo a domingo, 24h. Os atendimentos presenciais podem ser feitos na av. Luciano Carneiro, 99, no bairro de Fátima.

 

Redação O POVO Online

TAGS