PUBLICIDADE
Notícias

Trabalhadores da Emlurb farão paralisação nesta sexta-feira

Sindicato denuncia que garis são transportados para o trabalho sobre caçambas e junto ao lixo recolhido. Emlurb diz que não foi comunicada da paralisação

11:22 | 20/03/2014
NULL
NULL

Os trabalhadores da Empresa Municipal de Limpeza e Urbanização (Emlurb) farão paralisação nesta sexta-feira, 21, a partir das 8 horas, em assembleia geral da categoria na sede da Empresa. O sindicato reivindica melhoria nas condições de trabalho e denuncia que garis são transportados para o trabalho sobre caçambas e junto ao lixo recolhido. Emlurb diz que ainda não foi comunicada sobre a paralisação e que espera um contato do sindicato.

O movimento, que está sendo organizado pelo Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort) e pelo Sindicato dos Servidores da Emlurb (Sindilurb), cobra melhores condições de trabalho para os garis e as demais reivindicações da campanha salarial 2014, dentre elas o reajuste salarial. O protesto cita também um suposto "esvaziamento da Empresa, inclusive com possibilidade de extinção do órgão".

"Desde o início da gestão Roberto Cláudio (PSB) que há rumores sobre a extinção da Empresa. A última vez que a Emlurb contratou empregados de carreira foi em 1992. Desde então não há concurso público. Em setembro de 2013, o Sindifort esteve reunido com o presidente da Emlurb, José Ronaldo Rocha Nogueira. Na época, diante da denúncia do sindicato, ele afirmou que não é intenção da Prefeitura extinguir o órgão. No entanto, o esvaziamento e a terceirização persistem na Empresa", disse o Sindifort em nota.

Os trabalhadores reivindicam também distribuição de fardamento adequado, melhor estrutura nas sedes das Zonas Geradoras de Lixo (ZGLs) e material de trabalho. Segundo o Sindifort, muitos garis são transportados na ida e na volta para o trabalho sobre caçambas e junto com o lixo recolhido. Ainda de acordo com o sindicato, os garis têm direito a distribuição diária de leite, mas a Prefeitura também não vem fazendo esta distribuição há 4 meses. Uma vaca será levada à Emlurb para denunciar a situação.

 

Redação O POVO Online

TAGS