PUBLICIDADE
Notícias

Projeto constrói casas de alvenaria para famílias indígenas do Ceará

No total, serão entregues 300 casas de alvenaria construídas para substituir as antigas casas de taipa em condições precárias

11:28 | 11/03/2014
NULL
NULL

Atualizada às 13:22

A comunidade indígena Pitaguary, no Maracanaú, recebeu nesta manhã as cinco primeiras casas da primeira fase do Programa Nacional de Habitação Rural- Empreendimento Maracanaú I, uma linha do programa de habitação do Governo Federal, Minha Casa Minha Vida (MCMV). No total, serão entregues 300 casas de alvenaria construídas para substituir as antigas casas de taipa em condições precárias. O prazo para finalização do empreendimento é de seis meses e o investimento é de cerca de R$ 9 milhões.

A ideia é fruto da articulação do Banco Comunitário de Pajuçara (Paju), em parceria com o Ministério das Cidades, Secretaria das Cidades do Estado, Caixa Econômica Federal e da Fundação Nacional do índio (Funai). De acordo com o coordenador do Banco Paju, Eudásio Alves, outras comunidades índigenas, como as de Itarema e Aquiraz, estão sendo credenciadas no Programa para comtemplar um maior número de famílias.

[SAIBAMAIS 1] Ao todo, 4.185 famílias moram nas terras indígenas Pitaguary. Segundo O POVO apurou, a comunidade esperava mudanças, pois sofre com problemas estruturais em casas de taipa, sem qualidade ou segurança. As casas de alvenaria possuem 49 metros quadrados, com dois quartos, uma cozinha, um banheiro, uma sala e uma área de serviço. As famílias com casas mais precárias vão receber os primeiros empreendimentos, segundo o coordenador do Banco Paju, Eudásio Alves.

[VIDEO1] 

Durante a cerimônia de entrega, os índios fizeram apresentação da dança do Toré, na aldeia dos Pitaguary, Olho D'água.

 

Uma das moradoras da comunidade, dona "Chaguinha", comenta sobre a mudança de vida da comunidade com a aquisição das casas de alvenaria.

 

Projeto

O Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) - Empreendimento Maracanaú I é uma linha do Minha Casa Minha Vida (MCMV) do Governo Federal. O empreendimento na comunidade dos Pituagarys é uma parceria da Secretaria das Cidades do Estado do Ceará, Caixa Econômica Federal, Banco Comunitário de Pajuçara (Paju) e Funai.

Capacitação
Além de moradia, o projeto prevê cursos de agroecologia e cabeleireiro para homens e mulheres da comunidade que são desempregados. O Programa Nacional de Habitação Rural em comunidades indígenas deve ser ampliado para outras áreas do Estado, segundo a assessoria do banco Paju.

Redação O POVO Online com
informações da repórter Rachel Gomes

TAGS